Reapresentação e falta de opções escancaram carências do elenco do Vasco

O Vasco se reapresentou nesta segunda-feira com algumas caras novas e muitas carências. Com um grupo extremamente modificado em relação ao ano passado, o clube teve até o momento mais saídas do que chegadas, o que escancarou carências em algumas posições do elenco. Há poucas opções na defesa e no ataque, e a diretoria terá que ir ao mercado preencher lacunas.

Os seis casos de Covid divulgados nesta segunda pioram a situação. Luis Cangá, Galarza, Nenê, Riquelme, Léo Matos e Thiago Rodrigues foram contaminados e vão perder a primeira semana de treinos. A expectativa é que eles retornem às atividades na próxima semana, em Pinheiral.

Zé Ricardo terá dificuldades no início da pré-temporada — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Zé Ricardo terá dificuldades no início da pré-temporada — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Poucos zagueiros e busca por lateral

 

É um processo em andamento, novas contratações chegarão, mas Zé Ricardo terá problemas nesse início de trabalho. No total, 19 jogadores deixaram o clube. E apenas seis reforços foram anunciados até o momento, o que indica um elenco com 23 nomes.

Um exemplo da dificuldade é a zaga. Com as saídas de Ricardo Graça, Ernando, Walber e Leandro Castan – o último negocia a rescisão, mas não se reapresentou -, a comissão técnica conta com pouquíssimos defensores no elenco.

Para piorar, o equatoriano Luis Cangá testou positivo para Covid-19 e vai demorar mais alguns dias para desembarcar no Brasil. No momento, Zé Ricardo conta apenas com o jovem Ulisses, além de Anderson Conceição. São os dois únicos zagueiros nesse início de trabalho. Miranda segue suspenso pela Conmebol por conta de doping.

Na lateral-direita, com Cayo Tenório fora dos planos, o Vasco conta apenas com Léo Matos, que também foi diagnosticado com Covid nesta segunda. O clube está no mercado atrás de mais um jogador para a posição.

00:00/03:48

Central do Mercado: Marcelo Baltar comenta buracos e carências no elenco do Vasco

Poucas opções na frente

 

O ataque é outra dor de cabeça de Zé Ricardo. Com as saídas de German Cano e Daniel Amorim, o recém-contratado Raniel, que ainda não foi anunciado oficialmente, é o único centroavante do elenco. Thiago Reis voltou de empréstimo do Confiança, mas será novamente emprestado.

A ideia é trazer pelo menos mais um camisa 9 para o grupo, mas o Vasco tem encontrado dificuldades. Diego Souza era o preferido, mas renovou com Grêmio. A diretoria agora mira o paraguaio Luis Amarilla, do Vélez Sarsfield, mas não é uma situação simples, uma vez que o clube argentino espera ser recompensado financeiramente.

Para compor o setor, Zé Ricardo conta apenas com dois atacantes de lado de campo. Gabriel Pec e Jhon Sanchéz, equatoriano que teve pouquíssimas oportunidades no ano passado.

Gabriel Pec é uma das poucas opções ofensivas do elenco do Vasco neste início de pré-temporada — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Gabriel Pec é uma das poucas opções ofensivas do elenco do Vasco neste início de pré-temporada — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Elenco do Vasco no início da pré-temporada

Goleiros: Lucão, Alexander, Fintelman, Hedhe Halls
Laterais: Edimar, Léo Matos
Zagueiros: Anderson Conceição e Ulisses
Volantes: Bruno Gomes, Yuri Lara
Meias: Isaque, Juninho, Laranjeira, MT
Atacantes: Gabriel Pec e Jhon Sánchez

Jogadores com Covid

Thiago Rodrígues (goleiro), Cangá (zagueiro), Riquelme (lateral), Léo Matos (lateral), Galarza (volante) e Nenê (meia)

Próximos anúncios

O atacante Raniel, emprestado pelo Santos, e o meia Vitinho, cedido pelo Corinthians, já entraram em acordo com o Vasco, realizam exames médicos e estão próximos de serem anunciados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.