‘Fruto das aglomerações de fim de ano’, diz adjunta da saúde sobre 947 casos de covid em 24h

Mato Grosso do Sul teve 947 novos casos de Covid nas últimas 24 horas, sendo 323 deles em Campo Grande. Com as pessoas retornando das férias e maior número de testagens, os registros da doença aumentam a cada dia e a secretária-adjunta de Saúde, Christine Maymone, ressaltou que agora “estamos colhendo o fruto amargo das aglomerações de fim de ano”.

Conforme a secretária, o momento agora é de não esquecer, em nenhum momento, o uso de máscaras, vacinas e ter tranquilidade, porém, sem esquecer da “alta prevenção”. “As pessoas relaxaram as medidas e por isso estamos vendo este aumento”, comentou.

Com relação às testagens, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que, no mês inteiro de dezembro, foram feitos 6.637 exames no Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen-MS).

A média era de 205 exames ao dia, mas, na primeira semana do ano, já foram realizados 1.876 exames, contabilizando uma média de 375 exames diários. “Isso só nos primeiros quatro dias do ano, contabilizando um aumento de 83%”, avaliou Maymone.

São ao todo 382.613 casos confirmados no estado. “Nós estamos olhando o aumento através de exames e testes rápidos. Temos, na data de hoje, 947 novos casos, contabilizando um aumento de 315,4% nos últimos 7 dias. No dia 3, por exemplo, eram 138 casos. No dia 5, tivemos 25 casos novos e, no dia 6, foram 821 casos novos.É um número que deve motivar as pessoas com a vacina e serem um agente diferente, motivando a todos a se vacinarem e se auto protegerem”, disse.

Sobre as mortes, a secretária fala que houve 3 novas mortes nas últimas 24 horas, contabilizando aumento de 1,7% na média móvel dos últimos 7 dias.

Já sobre a Influenza, Maymone ressalta que “o momento é de muita circulação viral”.“Estamos reforçando que, caso a pessoa esteja assim sintomática, deve procurar unidade de saúde e fazer uma consulta médica e ver qual o grau de sintomas que ela tem. Caso alguém tenha contato com contaminado, também deve fazer o teste e monitorar se tem sintomas, se isolando, se poupando um pouco”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.