Intermediário de prefeitura no interior de SP, irmão de Bolsonaro é figura ilustre na região por atuação junto ao governo

BRASÍLIA — O capitão da reserva Renato Antônio Bolsonaro se tornou uma figura ilustre na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, região Sul do estado de São Paulo, desde que o irmão, Jair Bolsonaro, assumiu a Presidência da República.

Conheça propostas:Presidenciáveis começam a apresentar planos para a economia

Além de pedir verbas federais para Miracatu, cidade onde é chefe de gabinete da prefeitura, Renato também atua como um intermediário informal dos interesses da região junto ao Palácio do Planalto. Um dos pleitos mais recentes foi a liberação da circulação de cruzeiros marítimos, que estava suspensa por causa da pandemia e costuma movimentar a economia da região.

Após trégua:Bolsonaro retoma ataques ao Supremo, e ação da Justiça eleitoral na eleição é uma das preocupações

Para resolver a questão, entraram em cena Renato e seu amigo de longa data, o assessor especial da Presidência Mosart Aragão. A dupla foi tratar do pleito diretamente com o ministro do Turismo, Gilson Machado, segundo descreveu o próprio Aragão em entrevista a uma rádio de Jaboticabal, no interior de São Paulo, em novembro do ano passado.

Filmados por Eduardo, Renato e Jair se cumprimentam na apresentação de projeto sobre ponte na região: cidade foi beneficiada com emendas Foto: Carolina Antunes / PR / 03/09/2020
Filmados por Eduardo, Renato e Jair se cumprimentam na apresentação de projeto sobre ponte na região: cidade foi beneficiada com emendas Foto: Carolina Antunes / PR / 03/09/2020

Entenda, em reportagem exclusiva para assinantes, como Renato Bolsonaro atua e o que deu ao irmão do presidente o status de figura ilustre no Vale do Ribeira e na Baixada Santista. Saiba como acontece o intermédio com o Planalto e como se beneficiam os políticos do interior paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.