Papa diz que fake news e desinformação sobre Covid são uma violação dos direitos humanos

O Papa Francisco disse nesta sexta-feira (28) que a disseminação de notícias falsas e desinformação sobre a Covid-19 e vacinas, inclusive pela mídia católica, é uma violação dos direitos humanos.

É a segunda vez em menos de um mês que o Papa de 85 anos se pronuncia sobre o assunto. Três semanas atrás, ele condenou a “desinformação ideológica infundada” sobre vacinas, endossando campanhas nacionais de imunização e chamando os cuidados de saúde de uma obrigação moral.

Francisco fez seus comentários em um discurso aos membros do catholicfactchecking.com, um consórcio de mídia católico cujo site diz que seu objetivo é “esclarecer notícias falsas e informações enganosas” sobre as vacinas da Covid-19.

“Estar informado corretamente, ser ajudado a entender as situações com base em dados científicos e não em notícias falsas, é um direito humano”, disse o Papa ao grupo. “Informações corretas devem ser garantidas sobretudo aos que têm menos, aos mais fracos e aos mais vulneráveis.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.