imagens mostram momento em que bandidos levam diretora de escola para cativeiro

None
(Reprodução)

Imagens de câmeras de segurança de um espaço de eventos, no bairro Aeroporto, em Corumbá a 444 quilômetros de Campo Grande, mostram quando os bandidos levam a diretora de uma escola e outro funcionário após o roubo do carro da vítima. O crime aconteceu no dia 5 de janeiro.

Todos os quatro criminosos já foram presos, inclusive, o mentor do roubo foi encontrado escondido na Capital, no bairro Caiobá, quando foi preso por equipes da 5º delegacia de Polícia Civil, nessa segunda-feira (31). Claudemir estava trabalhando como motorista de aplicativo e foi preso quando chegava a uma das residências. A polícia conseguiu a sua localização após fazer o monitoramento das redes sociais dele descobrindo seu paradeiro.

As imagens obtidas pelo site Diário Corumbaense mostra quando os bandidos chegam ao local de eventos feito de cativeiro. Segundo o delegado Jhonny Garcia Trindade Monteiro, os criminosos tentaram apagar as imagens do sistema, mas erraram a data apagando o dia anterior. Ainda segundo informações, o bando queria ganhar dinheiro com a venda do veículo Chevrolet Tracker da diretrora.

O carro foi levado para a Bolívia, mas acabou sendo encontrado no dia seguinte abandonado em um bairro distante.

Sequestro da diretora

O sequestro seguido de roubo ocorreu por volta das 16 horas do dia 5 de janeiro, no momento em que a diretora estava na escola com o secretário, exercendo as funções administrativas. Os três bandidos armados com pistolas invadiram a unidade escolar, que fica no bairro Cristo Redentor, exigindo as chaves do carro da vítima.

A diretora e o secretário tiveram as mãos amarradas, a mulher foi colocada no banco traseiro e o secretário no porta-malas do carro. Os bandidos levaram as vítimas para uma casa, que era grande e tinha piscina, segundo a diretora. As vítimas foram colocadas dentro do banheiro.

Segundo a diretora, os bandidos conversavam com uma pessoa pelo telefone e ela acredita que estavam negociando seu carro. Após três horas, os criminosos voltaram, colocaram as vítimas em outro carro e as deixaram em uma ribanceira à beira da estrada. Um motorista de aplicativo que passava pelo local socorreu as vítimas, que foram levadas até a delegacia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.