Inflação na Turquia se aproxima de 50%, maior índice em 20 anos

A inflação em ritmo anual alcançou 48,7% em janeiro na Turquia, o maior índice desde abril de 2002, devido à desvalorização da lira turca em 2021 que afetou o poder aquisitivo, de acordo com os números oficiais divulgados nesta quinta-feira (3).

O índice de preços ao consumidor cresceu 48,7% nos 12 meses concluídos em janeiro, superando a taxa de 36,1% de dezembro, informou a agência turca de estatísticas.

O dado foi divulgado um dia depois de o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, substituir o diretor da agência nacional de estatísticas pela quarta vez desde 2019.

A imprensa turca informou que Erdogan estava descontente com os dados da agência, que mostram que a inflação atingiu o maior índice desde que seu partido chegou ao poder há duas décadas, o que complica seus planos de reeleição em 2023.

Cálculos independentes de economistas turcos indicam que a inflação em ritmo anual em janeiro ficou acima de 110% em janeiro.

Erdogan rejeita o aumento das taxas de juros por considerar que provocaria inflação, ao contrário do que afirmam a maioria dos economistas.

Na segunda-feira, o presidente admitiu que os turcos “terão que carregar o peso” da inflação durante “algum tempo”.

A Turquia enfrenta elevadas taxas de juros há anos, incluindo duas crises monetárias desde 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.