Tietado até no aeroporto, o que o ‘Véio da Havan’ veio fazer em Campo Grande?

"Véio da Havan" visitou Três Lagoas e Campo Grande nesta quarta-feira
“Véio da Havan” visitou Três Lagoas e Campo Grande nesta quarta-feira – (Fotos: Reprodução)

Luciano Hang, mais conhecido como o “Véio da Havan”, começou sua quarta-feira em Mato Grosso do Sul esta semana. O dono da famosa loja que lhe dá o apelido iniciou o dia passando por Três Lagoas, onde chegou a fazer uma funcionária chorar e “parou o trânsito”. Em seguida, ele veio até Campo Grande e se emocionou com o que encontrou na Capital sul-mato-grossense.

Primeiro, ainda em Três Lagoas, a primeira cidade onde desembarcou no dia, Luciano encontrou um funcionário que já trabalha em sua rede há 5 anos e o questionou: “Tá feliz, Geraldo?”. “Tô. Muito feliz”, respondeu o colaborador. “O que eu mais vejo é pessoas do Brasil todo feliz da vida, como é bom acordar de manhã e ter um emprego”, completou o bolsonarista.

Em ação pelo país, o “Véio” decidiu fazer uma vistoria em suas lojas de perto, indo a campo, mas a tietagem que recebeu em Mato Grosso do Sul o surpreendeu. “Fui ver o exterior da loja e o trânsito parou”, escreveu ele, ao mostrar que várias pessoas o pararam na rua para tirar uma foto. No estabelecimento de Três Lagoas, Luciano cumprimentou cada funcionário, olhando nos olhos, e pegando na mão de cada um – mesmo com a Covid-19 em expansão. Todas as colaboradoras, no entanto, usavam máscara.

Primeiras imagens do "Véio da Havan" em MS (Fotos: Reprodução)
Primeiras imagens do “Véio da Havan” em MS (Fotos: Reprodução)

“Tristeza tem que ficar do lado de fora”, orientou o dono aos funcionários. Ele chegou até a mandar arrumar algumas coisas no local, posicionando uma mesa de destaque de outra forma. Ainda no município da região leste, uma funcionária se emocionou ao relembrar sua história para Luciano. Ela não conteve as lágrimas ao recordar os momentos de dificuldade que passou até conseguir um trabalho.

“Histórias como essas me inspiram a lutar e gerar mais empregos pelo Brasil”, declarou ele. A mulher abraçou o “Véio da Havan” e chorou em seus braços, fazendo o proprietário também se emocionar e ficar com os olhos marejados diante do relato.

Luciano se emocionou com funcionária (Foto: Reprodução)
Luciano se emocionou com funcionária (Foto: Reprodução)

Ao se despedir, no aeroporto de Três Lagoas, mais pessoas o abordaram para fazer um registro. “Aqui ninguém fica sem uma foto com o Véio da Havan”, disse ele. Enquanto era fotografado com uma família, Luciano declarou: “Chega de malandragem, ninguém quer viver de bolsa miséria, as pessoas querem trabalho. Aliás, a grande maioria adora trabalhar”, disse, arrancando risos dos fãs. “Foi uma alegria visitar Três Lagoas”, concluiu, já no avião, partindo para Presidente Prudente.

Depois de visitar Presidente Prudente, o “Véio” retornou a Mato Grosso do Sul para conferir de perto se estava “tudo nos conformes” em suas lojas em Campo Grande. “Em cada canto do nosso Brasilzão, é assim que sou acolhido. Gratidão”, declarou ao ser ovacionado por funcionários e clientes em uma unidade da Havan na Capital.

Na sequência, pegou uma menina no colo. “Se for preciso, abrace para ganhar o coração das pessoas”, ensinou. No local, Luciano também tirou fotos com todos, mas o que chamou a atenção é que ninguém, em uma multidão de colaboradores, usava máscara. Além do prórpio “Véio” e seus guarda-costas também não usarem o equipamento de proteção individual.

Passagem do "Véio da Havan" por Campo Grande (Foto: Reprodução)
Passagem do “Véio da Havan” por Campo Grande (Foto: Reprodução)

Visitando outra loja, ainda em Campo Grande, Luciano foi completamento ovacionado pelos funcionários e por fãs. Novamente, diferente de Três Lagoas, nenhum funcionário usava máscara, apenas os clientes. O casal de idosos, Antônio e Eva Viegas recebeu atenção especial do “Véio”, que os chamou de simpáticos e agradeceu o carinho. “Nota 10 com estrelinha e aplaudiu seus funcionários”, avaliou o local.

O filho de Luciano, Lucas Hang, chegou a declarar que sentiu “Vontade de trabalhar” com a empolgação e animação dos colaboradores e a organização do ambiente. “Os colaboradores e clientes foram comigo até na van, isso sim é carinho. Vamos trabalhar, pessoal, obrigado!”, disse Luciano, ao se despedir da Capital Morena.

Por fim, o dono da rede de lojas foi tietado até no aeroporto, onde fãs não perderam a oportunidade de tirar uma fotinha.

Luciano agradeceu funcionários do aeroporto (Foto: Reprodução)
Luciano agradeceu funcionários do aeroporto (Foto: Reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.