Ireen Wüst quebra recorde na patinação com ouro em cinco Olimpíadas seguidas

Pode chamar de lenda, de mito, de espetáculo! Ireen Wüst, aos 35 anos, quebrou o recorde olímpico dos 1.500m feminino e conquistou, nos Jogos de Pequim 2022, o tricampeonato na prova, a sexta medalha de ouro dela em Olimpíadas de Inverno em cinco edições diferentes – é a única atleta no mundo, incluindo os de esportes de verão, a ser alcançar tal feito em provas individuais.

O tempo de 1m53s28 a fez comemorar muito imediatamente após o fim da tomada. A festa só não foi completa para a Holanda porque a japonesa Miho Takage (1m53s72) ocupou a segunda posição. O terceiro lugar ficou com a holandesa Antoinette de Jong (1m54s82).

Ireen Wüst ergue os braços para comemorar novo recorde olímpico da patinação de velocidade — Foto: Getty Images

Ireen Wüst ergue os braços para comemorar novo recorde olímpico da patinação de velocidade — Foto: Getty Images

O desempenho desta segunda-feira isolou Ireen ainda mais em dois outros quesitos. É a atleta holandesa mais condecorada na história das Olimpíadas, além da patinadora de velocidade com maior número de medalhas em todos os tempos, com 12.

Nos 1.500m ela sobe ao pódio há cinco edições: foi bronze em Turim 2006, ouro em Vancouver 2010, prata em Sochi 2014 e ouro em PyeongChang 2018 e agora em Pequim 2022. Os três outros ouros da holandesa foram conquistados nos 3.000m de Turim 2006 e Sochi 2014, edição em que ela também foi campeã na perseguição por equipes.

Ireen ainda está inscrita em um segundo evento em Pequim. Ela volta a competir no dia 17 de fevereiro, nos 1000m feminino, prova em que foi prata nos Jogos de Sochi. Mais uma oportunidade para brilhar e se isolar ainda mais no panteão dos gigantes das Olimpíadas.

Ireen Wüst em ação na curva: prova impecável para levar mais um ouro para a coleção — Foto: Getty Images

Ireen Wüst em ação na curva: prova impecável para levar mais um ouro para a coleção — Foto: Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.