El Turco reconhece atuação ruim do Atlético-MG e diz que partida serve para tirar conclusões

Um time totalmente reserva, um campo pesado, dificuldades de começo de temporada e muitos erros. Tudo isso esteve presente na primeira derrota do Atlético-MG sob o comando do técnico argentino Antonio Mohamed. No entanto, El Turco reconhece: a atuação foi ruim.

O Galo perdeu para a URT por 1 a 0, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, e perdeu a liderança da competição. O time apresentou uma sequência de falhas em campo. Mohamed tirou conclusões, mas não deixou de assumir a responsabilidade, uma vez que é dele o planejamento de alterar reservas e titulares neste começo de ano.

– Cometemos muitos erros. Difícil jogar neste campo, com a chuva. Mas me serve muito para tirar conclusões. Nada é definitivo. Está claro que cometemos erros. Não fizemos passes curtos, faltou intensidade em algum momento.

“A equipe está acostumada a trabalhar no treino em campo de jogo em outras circunstâncias. Não é desculpa, mas é um fato. A equipe não jogou bem. Quando a equipe perde, a responsabilidade é toda minha.”

 

Antonio Mohamed, do Atlético-MG — Foto: Pedro Souza / Atlético-MG

Antonio Mohamed, do Atlético-MG — Foto: Pedro Souza / Atlético-MG

O treinador não muda em nada suas convicções. Não é o resultado que o fará reavaliar o planejamento. O time está sendo preparado para a primeira decisão do ano: da 20, contra o Flamengo, em Cuiabá, pela Supercopa do Brasil. O que não significa que o Atlético deixe o Estadual fora dos objetivos. Contra o América-MG, no próximo sábado, voltam os titulares.

– Quando a gente ganha, eu falo o mesmo. Estamos em etapa de preparação, temos o objetivo de ganhar este torneio. Fizemos as trocas de jogadores, estava nos planos. Jogaram muitos jovens. Nada que recriminar. O outro grupo irá atuar sábado. Na outra semana será diferente e irei usar a equipe que acredito que seja aqueles definitivos para atuar.

A Voz da Torcida – Markin: “Galo fez tudo que a URT quis”

A busca agora é por reação no Mineiro. E ela deve começar já contra o América.

– A história nos obriga a competir esse torneio para ganhar. Sábado teremos obrigação de buscar esse objetivo de ganhar. Isso está claro. A equipe perde, a responsabilidade é absolutamente minha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.