Ranking da Fifa: Brasil não alcança a Bélgica, e Senegal chega a posição histórica

A primeira edição do Ranking Mundial da Fifa em 2022, ano da Copa do Mundo, não teve alterações significantes no Top 10, mas apresentou ascensão dos destaques da Copa Africana de Nações. Campeão continental, Senegal chegou à 18ª colocação, sua melhor posição na história. Na disputa pela liderança, o Brasil perdeu a chance de ultrapassar a Bélgica, que segue em primeiro.

Caso tivesse vencido seus dois compromissos pelas eliminatórias sul-americanas, contra Equador e Paraguai, a seleção brasileira teria alcançado uma pontuação suficiente para tomar a primeira colocação de seus algozes na Copa de 2018 – que não entraram em campo em janeiro. Porém, a equipe de Tite, apesar de ter goleado os paraguaios, empatou com os equatorianos. Com isso, segue em segundo no ranking, com 1823,42 pontos, atrás dos belgas, que têm 1828,45.

Ranking Mundial da Fifa em fevereiro de 2022 — Foto: Divulgação/Fifa

Ranking Mundial da Fifa em fevereiro de 2022 — Foto: Divulgação/Fifa

A atual campeã mundial França continua na terceira colocação, mas logo depois do pódio houve uma mudança: a Argentina tomou a quarta posição da Inglaterra, que caiu para quinto. Completam o Top 10 Itália, Espanha, Portugal, Dinamarca e Holanda. A Alemanha subiu uma posição e agora está em 11º, seguida pelo México e pelos Estados Unidos, que perdeu duas posições e está em 13º. Depois, vêm Suíça, Croácia, Uruguai e Suécia.

Em uma histórica 18ª colocação aparece a seleção senegalesa. O time de Mané, Mendy e companhia já era o melhor africano do ranking no ano passado, quando estava em 20º. Mas com o título continental ganhou duas posições e chegou à sua melhor colocação na história do ranking.

A Copa Africana de Nações foi o torneio que trouxe maior impacto para o ranking, com outros times apresentando boa ascensão, como a seleção egípcia, que foi vice-campeã e ganhou 11 posições, subindo para 34º. Semifinalista no torneio em que era anfitrião, Camarões ganhou 12 posições e chegou a 38º. O maior salto, porém, foi de Gâmbia, grande surpresa do torneio, que ganhou 25 colocações e agora é a 125ª colocada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.