Antes de fugir da polícia paraguaia, brasileiro fez caminhada de 12 minutos em condomínio de luxo

Traficante teria saído pelo portal principal
Traficante teria saído pelo portal principal – Divulgação/Senad

Lindomar Reges Furtado, considerado um dos maiores traficantes de cocaína do Brasil e sua esposa Gladys Duarte, que escaparam 45 segundos antes dos agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) entrar no condomínio de luxo onde moravam, em Ciudade del Leste, na fronteira com Foz do Iguaçu, saíram pelo portão principal. A informação é do consórcio que administra o local.

Segundo uma nota divulgada por diretores do CPPC (Consórcio Paranaense de Proprietários de Clubes de Campo), o brasileiro considerado traficante internacional de drogas caminhava por 12 minutos antes de fugir. A operação para sua prisão foi realizada na última terça-feira, por meio de cooperação internacional que não teve sucesso.

Segundo os administradores, conforme publicação do ABC Color, a culpa foi dos participantes do procedimento e não dos seguranças, em resposta aos promotores que afirmam que um veículo dos seguranças privados ficou atravessado em uma das ruas e permitiu a fuga de Lindomar e sua esposa.

“A versão de que nosso gol bloqueou a entrada da delegação por vários minutos não corresponde à verdade. Também deve ser entendido que nossos guardas não estão preparados para identificar operações que são implantadas sem mostrar qualquer ordem judicial e com veículos particulares”, afirma um trecho da nota.

O brasileiro era um dos alvos da operação Turf deflagrada na última terça-feira (15) Polícia Federal e também pela Senad. Entretanto, com apoio de 20 seguranças do Paraná Country Club, ele acabou fugindo, deixando armas e a própria esposa, que depois conseguiu pular um muro.

Segundo investigações da polícia brasileira Furtado possui uma estrutura criminosa bem organizada. Ele também seria acionista de empresas de tabaco que têm problemas de contrabando.

Desde 2021, o juiz Carlos Vera Ruíz, de Cidade Del Leste, já tinha concedido habeas corpus preventivo a Lindomar. A casa dele foi revistada por agentes da Secretaria Nacional Antidrogas, porém, cerca de 20 guardas os impediram de entrar de fato na residência, o que resultou na prisão de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.