Trump e filhos terão que depor em investigação sobre empresa da família

Um juiz de Nova York decidiu nesta quinta-feira (17) que o ex-presidente dos Estados UnidosDonald Trump, e dois de seus filhos adultos terão de responder a perguntas sobre os negócios da empresa da família. Depoimento faz parte de investigação quanto à possíveis fraudes financeiras.

O juiz Arthur Engoron, do tribunal estadual de Nova York em Manhattan, decidiu a favor da procuradora-geral Letitia James, que buscou cumprir intimações para obrigar o depoimento de Trump, seu filho Donald Trump Jr e sua filha Ivanka Trump.

Engoron disse que Letitia James tinha o direito claro de questionar os Trumps depois de ter descoberto “copiosas evidências de uma possível fraude financeira”.

 

Engoron instruiu os Trumps a se submeterem ao interrogatório dentro de 21 dias.

Alan Futerfas, advogado dos Trumps mais jovens, não quis comentar sobre a decisão. Os advogados do ex-presidente americano não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

Letitia James em discurso durante evento em Nova York — Foto: Mike Segar/Reuters

Letitia James em discurso durante evento em Nova York — Foto: Mike Segar/Reuters

A decisão ocorreu após uma audiência de duas horas na qual os advogados de Trump acusaram a procuradora de violar os direitos constitucionais de seus clientes ao buscar depoimentos que ela poderia usar contra eles em uma investigação criminal paralela.

Trump, que não anunciou se concorrerá novamente à Presidência em 2024, chamou a investigação de Letitia James de uma “caça às bruxas” política e está entrando com ação para tentar impedi-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.