Bolsas internacionais caem com escalada das tensões na Ucrânia

As bolsas internacionais registram perdas nesta terça-feira (22), depois que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o envio de tropas para duas regiões separatistas no leste da Ucrânia, aumentando a tensão geopolítica e os temores de um conflito.

O nervosismo nos mercados ocorre depois que Putin reconheceu as regiões separatistas de Donetsk e Lugansk e ordenou que forças militares fossem enviadas à Ucrânia.

A perspectiva de guerra e sanções duras aumentaram os temores de um impacto no fornecimento de bens como petróleo, trigo e níquel.

Petróleo perto de US$ 100

 

O preço do petróleo, que subiu mais de 20% este ano devido à demanda crescente, era cotado em alta de mais de 3% nesta terça, com o barril do tipo Brent se aproximando da marca de US$ 100 pela primeira vez desde 2014.

Os investidores buscavam refúgio na segurança de ativos como ouro e dos títulos do governo, diante da expectativa de que os Estados Unidos e os seus aliados europeus deverão anunciar novas sanções duras contra a Rússia.

O ouro ultrapassou US$ 1.900 e se aproximou de seu nível mais alto no último ano.

A moeda americana também se fortaleceu em relação a outras moedas, incluindo um ganho de 4% em relação ao rublo russo.

Especialista analisa cenário atual e os riscos de guerra entre Rússia e Ucrânia

–:–/–:–

Especialista analisa cenário atual e os riscos de guerra entre Rússia e Ucrânia

Mercados na Ásia

 

A bolsa de Hong Kong caiu 2,69%, enquanto Xangai, Sydney, Seul, Taipei e Bangkok tiveram perdas ao redor de 1%.

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão de terça-feira em baixa de 1,71%.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,3%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,96%.

Bolsa de Moscou cai mais de 8%

 

Os principais índices da Bolsa de Moscou perdiam mais de 8% na abertura dos mercados. O principal índice da Bolsa de Valores de Moscou, o RTS (expresso em euros), despencou 9,9% logo após as 4h (horário de Brasília). E o IMoex (em rublos) caiu 8,5%.

A moeda russa também se desvalorizava nesta terça. Às 4h, o rublo era cotado a 90,58 por euro, e a 80,12 por dólar, muito perto do recorde registrado em 26 de janeiro passado, quando chegou a 90,8 por euro, e a 80,4, por dólar.

Bolsas europeias

 

As bolsas europeias operam com pequenas variações, mas na abertura atingiram mínimas de 7 meses.

O índice pan-europeu STOXX 600 chegou a cair até 1,9% no início do pregão, com uma distância de mais de 10% em relação a sua máxima histórica.

O DAX, índice alemão visto como mais vulnerável do que seus pares regionais devido à forte dependência do país de fornecimento de gás russo e à falta de empresas de energia listadas no índice, era o mais atingido.

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.