Acerto entre Corinthians e Vitor Pereira alivia pressão sobre Duilio após críticas na busca por técnico

O presidente Duilio Monteiro Alves viveu dias de irritação no CT Joaquim Grava e no Parque São Jorge. Enquanto tentava blindar o Corinthians durante as negociações pelo novo treinador, passou a ser bombardeado pela demora na conclusão do negócio. Foram 20 dias sem treinador.

E foi ao completar essa marca, na última segunda-feira, que as coisas mudaram. O ge noticiou que o acerto entre o português Vitor Pereira e o Corinthians está próximo de acontecer. O clube deve anunciar a contratação já nesta quarta-feira.

– Fiquei um tempo com ele ontem (segunda-feira) no CT. Pressão enorme – disse uma pessoa próxima ao presidente em papo com o ge.

 

Presidente Duilio Monteiro Alves assistindo ao treino do Corinthians — Foto: Bruno Cassucci

Presidente Duilio Monteiro Alves assistindo ao treino do Corinthians — Foto: Bruno Cassucci

Duilio falou uma única vez sobre a busca por um treinador, em entrevista ao Grande Círculo, do sportv. Dias depois, diante de tantas informações desencontradas, explicou ao ge que não falaria sobre especulações antes da conclusão de um negócio.

– Já aprendi, não falarei mais nada sobre nenhuma negociação – desabafou Duilio.

 

Duílio estava incomodado. Depois da recusa de Jorge Jesus, logo após a demissão de Sylvinho, a diretoria de futebol recebeu a indicação do nome de Vitor Pereira por parte dos empresários Giuliano Bertolucci e Kia Joorabchian. Por conta de um aparente desinteresse do treinador para vir ao futebol brasileiro, outros nomes apareceram na mesa, como o de Luís Castro.

Foram duas conversas por vídeo com Castro, um interesse mútuo das duas partes, um acordo encaminhado, mas um entrave: a multa de R$ 7 milhões cobrada pelo Al Duhail, do Catar, para a liberação do treinador.

Vitor Pereira, técnico na mira do Corinthians — Foto: Getty Images

Vitor Pereira, técnico na mira do Corinthians — Foto: Getty Images

O Corinthians não topou colocar a mão no bolso e esperou que os intermediários resolvessem a situação na base da negociação. O Botafogo disse que pagaria e fechou com o treinador. A repercussão de chapéu irritou Duílio e sua diretoria. E os torcedores…

– Ouvir tanta bobagem recente nos incomoda, mas faz parte – disse uma pessoa da diretoria, chateada com o tom das críticas contra o trio formado por Duílio, o diretor Roberto de Andrade e o gerente de futebol Alessandro Nunes.

00:00/05:42

Léo Miranda explica estilo de jogo de Vitor Pereira: “Gosta de priorizar a organização defensiva”

Com provável anúncio nesta quarta-feira, Vitor Pereira será o terceiro técnico a trabalhar na gestão de Duilio. Antes dele, Vagner Mancini e Sylvinho estiveram à frente do cargo. A ideia de Duilio é fechar um contrato de duas temporadas, para que o profissional fique com ele até a passagem de bastão da gestão, no fim de 2023.

Nas redes sociais, um sinal do alívio já na noite de terça-feira: uma postagem em tom de brincadeira mostrava Duilio em Portugal.

Algumas questões ainda travam o anúncio oficial, mas há uma confiança muito grande da parte de todos os envolvidos para que Vitor Pereira assuma o time a partir da próxima semana. Antes, no domingo, Fernando Lázaro deve comandar o time às 11h, contra o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena.

Roberto de Andrade, Alessandro Nunes e Duilio Monteiro Alves, dirigentes do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

Roberto de Andrade, Alessandro Nunes e Duilio Monteiro Alves, dirigentes do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.