100 mil já saíram de casa na Ucrânia, diz ONU

A ONU (Organização das Nações Unidas) estima que cerca de 100 mil pessoas fugiram de suas casas na Ucrânia e milhares buscaram refúgio no exterior após a invasão russa na última quinta-feira (24).

“Acreditamos que cerca de 100 mil pessoas já fugiram de suas casas e podem ter se mudado para dentro do país e que vários milhares cruzaram as fronteiras internacionais”, disse a porta-voz da Agência da ONU para Refugiados (Acnur), Shabia Mantoo, à agência de notícias AFP.

Mantoo afirma que a agência está trabalhando com autoridades e parceiros para garantir assistência humanitária na Ucrânia sempre que necessário e possível. A Acnur ainda está em contato com os governos de países vizinhos para que eles mantenham suas fronteiras abertas ao povo ucraniano.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirma que o conflito entre Rússia e Ucrânia testa “todo o sistema internacional” e, por isso, representa “a maior crise global de paz e segurança nos últimos anos”.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) também demonstrou preocupação com “as vidas e o bem-estar” de 7,5 milhões de crianças da Ucrânia.

“A não ser que a guerra acabe, dezenas de famílias serão forçadas a deixar seus lares, dramaticamente escalando suas necessidades humanitárias”, alerta Catherine Russell, diretora executiva do órgão. “As crianças da Ucrânia precisam de, desesperadamente, de paz”, apela a porta-voz do Unicef.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.