Análise do São Paulo: classificação é alento para noite quase desastrosa e que deixa lições

São Paulo avançou para a segunda fase da Copa do Brasil na última quinta-feira, mas não há muito o que se comemorar da partida diante do Campinense, em Campina Grande, na Paraíba.

Isso porque o time mais uma vez foi burocrático, não passou confiança e teve novamente dificuldades para furar a retranca de um time que jogava por apenas uma bola.

Bola esta que quase entrou nos minutos finais, quando o Campinense se sentiu confiante de que poderia fazer história dentro de casa e começou a pressionar o Tricolor. E aí sim a coisa seria grave para o São Paulo. O 0 x 0, ao menos, foi suficiente para a vaga.

Jogadores do São Paulo aplaudem os torcedores em Campina Grande — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Jogadores do São Paulo aplaudem os torcedores em Campina Grande — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Com a classificação assegurada graças ao regulamento da Copa do Brasil que beneficia o visitante nesta fase do torneio, o São Paulo leva na bagagem mais lições para a sequência da temporada.

A primeira delas talvez seja a falta de criatividade do elenco que precisa ser trabalhada. O São Paulo se mostra um time protocolar quando atua contra equipes fechadas, e isso é um agravante, visto que poucas equipes no futebol brasileiro não atuam desta maneira.

Na noite de quinta, nem as bolas aéreas tão insistentes da equipe foram muito utilizadas. A dificuldade foi aparente e quase coloca tudo a perder.

00:00/11:05

Veja a entrevista coletiva de Rogério Ceni após empate do São Paulo com o Campinense

A outra lição – não menos importante – fica por conta das finalizações. O São Paulo consegue criar e chegar na área, mas peca no momento decisivo. Só no primeiro tempo, foram 15 bolas ao gol defendido por Mauro Iguatu. Isso já é algo recorrente dos últimos anos e que parece difícil de consertar.

O foco agora volta ao Paulistão, no qual o São Paulo tem a oportunidade de mostrar que, em jogos grandes, como nos clássicos que estão por vir, o ano pode ser de grandes vitórias. Por enquanto, o Tricolor não passa confiança e vive de altos e baixos, com um futebol difícil de ser decifrado.

Luciano estreou na temporada pelo São Paulo em empate com o Campinense — Foto: Marlon Costa/Futura Press

Luciano estreou na temporada pelo São Paulo em empate com o Campinense — Foto: Marlon Costa/Futura Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.