À procura de um 9, Palmeiras divide gols e busca alternativas para o ataque; veja raio-x

Ainda no mercado para contratar um camisa 9, o Palmeiras tem dividido a responsabilidade pelos gols e buscado características diferentes para o setor ofensivo neste início de temporada.

Em dez jogos até agora, considerando Mundial de Clubes da Fifa e fase de grupos do Campeonato Paulista, o Verdão marcou 15 vezes. Apenas 40% saíram dos pés dos atacantes.

Somente o primeiro do ano, de Zé Rafael contra o Novorizontino, foi de fora da área. Oito saíram diretamente ou em decorrência de bola parada (quatro de pênalti e quatro de escanteio).

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras — Foto: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras — Foto: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras

Com Rafael Navarro e Deyverson zerados, a equipe tem destaque de Dudu, que marcou três vezes e é seguido por Breno Lopes, Rony e Wesley, com um gol cada.

Sem um goleador entre os principais atacantes, o Palmeiras tem contado com apoio dos meio-campistas e dos defensores. Raphael Veiga, por exemplo, abriu 2022 como principal destaque no quesito, com quatro gols. Os zagueiros Murilo e Luan e o meio-campista Jailson aproveitaram a força do time na bola parada para terem seus momentos de destaque.

Os goleadores do Palmeiras em 2022

Atleta Posição Gols
Raphael Veiga meio-campista 4
Dudu atacante 3
Murilo zagueiro 2
Breno Lopes atacante 1
Luan zagueiro 1
Jailson meio-campista 1
Rony atacante 1
Wesley atacante 1
Zé Rafael meio-campista 1

Adepto de um jogo de velocidade, Abel tem como hábito explorar a força palmeirense pelos lados do setor ofensivo, mas não encontrou um centroavante. Ele já usou Rony como referência e agora tem dado liberdade para Raphael Veiga atuar mais centralizado e próximo da área adversária.

Contra a Inter de Limeira, no último domingo, testou uma formação com dois meio-campistas e quatro atacantes. Além de Breno Lopes, Wesley, Rafael Navarro e Deyverson, o português deu chance a Giovani.

Depois de avaliar as contratações de Alario, Castellanos e Pedro, o Verdão continua observando o mercado sul-americano. José Manuel López, do Lanus, tem perfil que agrada e é monitorado pelo departamento de análise do clube.

Deyverson, Rony e Navarro durante treino do Palmeiras  — Foto: Cesar Greco

Deyverson, Rony e Navarro durante treino do Palmeiras — Foto: Cesar Greco

Há a necessidade da chegada de mais opções para o ataque porque Deyverson, que tem contrato até o fim de junho, não deve permanecer no clube, que já abriu mão de Willian e Luiz Adriano no início da temporada.

Para o confronto desta quarta-feira, às 21h30, no Allianz Parque, o Palmeiras vai precisar marcar pelo menos um gol contra o Athletico para conquistar a Recopa Sul-Americana no tempo normal ou na prorrogação.

Depois do 2 a 2 em Curitiba, no jogo da ida, quem vencer no Allianz Parque fica com o título. Um novo empate leva a decisão para as cobranças de pênaltis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.