Abramovich coloca Chelsea à venda e quer R$ 20 bilhões, diz jornal.

 

O presidente do Chelsea, Roman Abramovich, assiste a final da Liga dos Campeões entre seu time e o Bayern Munique, no Allianz Arena - Dylan Martinez/Reuters

O presidente do Chelsea, Roman Abramovich, assiste a final da Liga dos Campeões entre seu time e o Bayern Munique, no Allianz

O bilionário russo Roman Abramovich, que na semana passada anunciou que estava deixando o comando da administração do Chelsea, tomou a decisão de vender o clube. De acordo com o jornal inglês ‘Daily Mail’, ele quer 3 bilhões de libras (cerca de R$ 20,6 bilhões na cotação atual) para concluir a transação do atual campeão da Liga dos Campeões.  O Chelsea acredita que a melhor venda possível seria para um magnata dos Estados Unidos. Porém, o principal candidato a comprar a equipe é o bilionário suíço Hansjorg Wyss, que tem uma fortuna avaliada em 4,3 bilhões de libras — ele mesmo afirmou que foi procurado como potencial comprador do time inglês. “Como todos os outros oligarcas, ele [Abramovich] também está em pânico. Abramovich está tentando vender todas suas casas na Inglaterra. Ele também que se livrar do Chelsea rapidamente. Eu e mais três pessoas recebemos uma oferta para comprar o Chelsea de Abramovich”, afirmou Wyss ao jornal suíço ‘Blick’. “Tenho que esperar quatro a cinco dias agora. Abramovich atualmente está pedindo demais. O Chelsea deve valer uns 2 bilhões de libras”, acrescentou. O ‘Daily Mail’ confirmou a informação do bilionário suíço de que Abramovich está tentando vender suas casas na Inglaterra. Além disso, o tabloide afirma que o bilionário russo acredita que o Chelsea vale até 4 bilhões de libras, mas terá que abaixar sua pedida já que dificilmente receberá uma oferta nesses valores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.