Colombiano será ouvido na Capital e audiência de custódia fica para quinta-feira

O juiz substituto em Rochedo, Ricardo Adelino Suaid, já havia se declarado incompetente para analisar a prisão

Agendada para esta terça-feira (2), a audiência de custódia por videoconferência do colombiano Carlos Hugo Naranjo Alvarez, 32 anos, foi adiada mais uma vez. Ele está detido em Rochedo, desde segunda-feira (28), quando foi preso após causar acidente com morte em Campo Grande e fugir para o município.

Ontem, o juiz substituto em Rochedo, Ricardo Adelino Suaid, se declarou incompetente para analisar a prisão de Hugo e remeteu o caso para a capital, onde ocorreu o fato. O magistrado explicou, em sua decisão, que o acidente aconteceu em Campo Grande, desta forma, a competência é da comarca onde houve a infração.

Como está custodiado na cidade, a audiência seria por vídeoconferência, mas tanto a defesa quanto o Ministério Público pediram a transferência do custodiado para a Capital, alegando que é indispensável sua apresentação em audiência de custódia, conforme norma do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

O pedido foi acatado pelo juiz Francisco Vieira de Andrade Neto, que transferiu a audiência para amanhã. “Considerando a indispensabilidade de apresentação do preso em audiência de custódia, conforme norma do CNJ e, no mesmo sentido da manifestação da defesa, determino a transferência do preso, que atualmente se encontra em Rochedo, para a comarca de Campo Grande, devendo ser apresentado amanhã, às 8h30”, decidiu.

O acidente aconteceu no início da manhã de segunda-feira (28), no cruzamento da Avenida Salgado Filho com a Rua Guia Lopes, no Bairro Amambaí. Matheus Frota da Rocha, 27 anos, seguia numa Honda Fan 150 e tinha como passageira Samira Ribeiro dos Santos, 19 anos, quando o casal foi atingido pela Mercedes-Benz, de cor prata, conduzida por Carlos Hugo, que fugiu após o acidente e foi preso na MS-040, na região de Rochedo. Matheus morreu na hora e a jovem foi levada para a Santa Casa, onde continua internada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.