Anvisa sugere flexibilizar normas sanitárias para quem chega da Ucrânia

2.dez.2021 - Movimentação no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos - Saulo Dias/Photopress/Estadão Conteúdo

Em meio à invasão da Rússia na Ucrânia, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou hoje um pedido para a Casa Civil a fim de flexibilizar as normas sanitárias de covid-19 para quem chega ao Brasil buscando repatriação ou em outras condições devido à guerra em solo ucraniano. Hoje foi o oitavo dia de conflito. No requerimento, a Anvisa ressalta que “a compreensão mais ampla é de que as pessoas oriundas da região sejam prontamente acolhidas e resgatadas sem a imposição das restrições sanitárias habituais, visando a manutenção da vida”.Em tempos de guerra, a agência afirmou que a “prioridade máxima” deve ser acolher e resgatar as pessoas que fogem do conflito e buscam segurança no Brasil. Assim, a Anvisa sugere que, em voos de repatriação com transporte militar ou charter, a acomodação de pessoas com testes positivos para coronavírus seja feita de modo que elas fiquem distantes de outros passageiros no avião. Os viajantes devem utilizar máscara de proteção facial e realizar testes de covid-19, conforme diz o comunicado da agência. A vacinação completa, no entanto, não é obrigatória, apenas incentivada. Os não imunizados deverão respeitar uma quarentena em seu destino final. Em voos comerciais, a maior diferença de recomendação é que o teste para detectar o coronavírus não poderá ser um empecilho para o embarque das pessoas, apesar de ser considerado importante pela Anvisa

Embaixada recomenda saída por trens A Embaixada do Brasil na Ucrânia recomendou hoje mais cedo embarques em trens saindo da capital Kiev mesmo após o toque de recolher em meio a novos relatos de bombardeios russos na cidade, incluindo uma explosão em uma plataforma nos arredores da estação central, onde centenas de civis estão abrigados para se proteger de uma súbita onda de frio que cobriu a região de neve nos últimos dias. A entidade consular também divulgou a lista de composições para hoje em todo o país. Só na capital, está prevista a partida de ao menos 48 trens. Após as 20h, quando inicia o toque de recolher, há a previsão da saída de 20 composições —média de uma a cada 12 minutos. Também há trens que irão passar por cidades como Kharkiv, Dnipro, Zaporizhzhya, Odessa, Lviv, Donetsk e Vinnitsa. Nos últimos dias, muitas vezes são organizados trens adicionais que partem já durante as horas do toque de recolher, de modo que se aconselha também a considerar ficar na estação durante esse período, até que o embarque seja possível”Comunicado da Embaixada do Brasil na Ucrânia A prioridade no embarque é dada a mulheres, crianças e idosos, e o embarque é gratuito. A embaixada brasileira também alerta para a ocorrência de golpes na estação de trem de Lviv, com falsas ofertas de transporte. “Não entrar em carros de estranho”, recomenda o órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.