Defesa pedirá penhora de Mercedes-Benz para pagar fiança e soltar colombiano – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Advogada afirma que viu “brechas” no Código de Processo Penal que podem facilitar pagamento de R$ 50 mil –

Veículo Mercedes apreendido após prisão de colombiano. (Foto: Paulo Francis)

A defesa do colombiano Carlos Hugo Naranjo Alvarez, de 32 anos, motorista da Mercedes-Benz C180, que se envolveu em acidente fatal na segunda-feira (28), em Campo Grande, pedirá penhora do veículo para pagar a fiança estipulada pela Justiça nesta quinta-feira (3), de R$ 50 mil.

A advogada Valda Nóbrega explicou que, até o momento, a família conseguiu R$ 15 mil. “Vamos pedir a redução em 30%, que então dá o valor que a família já tem. Ou então vamos pedir a penhora do veículo, que já é quitado”, afirmou. A advogada afirmou que viu “brechas” no Código de Processo Penal, que podem facilitar o pagamento da fiança.

Valda explicou que o pedido será feito assim que o caso for distribuído, pois ainda está no plantão do Judiciário. “Já conseguimos uma vitória com a liberdade, mas como o caso ainda está no plantão, vou esperar distribuir para pedir a redução da fiança, pois peço para um novo juiz.”

O colombiano está preso desde segunda-feira (28). Ele foi pego pela Polícia Militar na rodovia MS-080, horas depois do acidente que matou Matheus Frota da Rocha, de 27 anos, e deixou a namorada dele gravemente ferida.

Além de fixar a fiança de R$ 50 mil, o juiz determinou que Carlos Hugo use tornozeleira eletrônica por 180 dias e que fique em casa das 20h às 6h, de segunda a sexta-feira. O recolhimento domiciliar tem de ser de forma integral durante os sábados, domingos e feriados. O colombiano está proibido de deixar a cidade e o País.

Fatal – O acidente aconteceu no início da manhã de segunda-feira (28), no cruzamento da Avenida Salgado Filho com a Rua Guia Lopes, no Bairro Amambaí. Matheus seguia em uma Honda Fan 150 e tinha como passageira Samira Ribeiro dos Santos, 19, quando o casal foi atingido pela Mercedes-Benz de cor prata, conduzida pelo colombiano.

Matheus morreu no local do acidente. (Foto: Henrique Kawaminami)
Matheus morreu na hora e a jovem foi levada para a Santa Casa. A colisão foi tão forte que chegou a arrancar a perna inteira do rapaz. De acordo com a polícia, o corpo da vítima foi arremessado cerca de 15 metros depois da queda da motocicleta. A perna parou 4 metros a frente do corpo.

O colombiano fugiu do local, mas foi preso poucas horas depois, em Rochedo. Ele negou que estivesse bêbado, no entanto, teste de bafômetro constatou 0,30 mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.