O capitão! Gómez passa Arce e se isola como o estrangeiro com mais títulos na história do Palmeiras

Zagueiro conquistou o sexto campeonato pelo Verdão e passou o ídolo compatriota

Gustavo Gómez conquistou na quarta-feira o seu sexto título pelo Palmeiras. O capitão, assim, isolou-se como o jogador estrangeiro com mais conquistas na história do clube.

Até então, o camisa 15 estava empatado com Arce, seu compatriota e que conquistou pelo Verdão a Copa do Brasil (1998), Copa Mercosul (1998), Libertadores (1999), Rio-São Paulo (2000) e Copa dos Campeões (2000).

Palmeiras levanta taça da Recopa Sul-Americana — Foto: Marcos Ribolli

Já Gómez é campeão da Recopa Sul-Americana (2022), Libertadores (2021 e 2020), Copa do Brasil (2020), Campeonato Paulista (2020) e Brasileirão (2018).

– A gente fica muito feliz por a cada dia escrever mais história aqui no PalmeirasSou grato a todo o pessoal, aos companheiros, a quem trabalha no CT, à torcida. O professor vem aqui para sempre querer ganhar, conquistar. Nosso elenco ainda está com gana de vitórias e isso é muito legal – celebrou.

 

Gómez foi o responsável por levantar a taça da Recopa, agora sozinho. Isto porque nos últimos anos ele vinha dividindo a faixa de capitão com Felipe Melo, que deixou o clube.

– Estive com a faixa de capitão, mas temos um elenco com grandes jogadores e grandes líderes. Acho que é por isso que a gente está conquistando tanto. Tem líderes positivos no elenco. Sou muito grato pela oportunidade que tenho aqui, e vamos seguir trabalhando.

 

Aos 28 anos de idade, Gómez é, também, o terceiro estrangeiro com mais jogos na história do Verdão (163), atrás apenas de Arce e Valdivia, com 241 jogos cada um. Na Libertadores, já se tornou o jogador de linha com mais vitórias pelo clube (26).

Gustavo Gómez, do Palmeiras, com a taça da Recopa Sul-Americana — Foto: Cesar Greco

Gustavo Gómez, do Palmeiras, com a taça da Recopa Sul-Americana — Foto: Cesar Greco

Um dos atletas mais queridos pela torcida e diversas vezes premiado como um dos melhores zagueiros do futebol brasileiro, o defensor evita fazer planos para o futuro.

Sob contrato até dezembro de 2024, Gustavo Gómez tem o nome frequentemente citado como um potencial alvo do futebol europeu. Mas o Verdão não tem interesse em liberar um dos líderes de seu elenco tão facilmente.

– Tenho 28 anos, meu contrato tem mais três anos e a gente vai curtindo, desfrutando desse momento. Vamos curtir e depois pensar no Paulista, que estamos com muita vontade e gana de vencer – encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.