Guerra na Ucrânia: Preços do gás disparam após Rússia ameaçar suspender fornecimento na Europa

Contratos futuros subiram mais de 30% nesta terça-feira. UE busca alternativas para reduzir dependência do bloco do gás russo

Fábrica de gás Yamal, operada pela Novatek, um dos maiores produtores independentes de gás natural da Rússia Foto: Andrey Rudakov / Bloomberg

LONDRES — Os preços do gás dispararam após a Rússia ameaçar cortar o fornecimento para a Europa como parte de sua resposta às sanções impostas pela invasão da Ucrânia, um movimento que poderia aumentar a turbulência nos mercados de energia e tornar os preços ao consumidor ainda mais altos. Os contratos futuros de gás subiram mais de 30% nesta terça-feira, antes de reduzir os ganhos.

A ameaça de Moscou acontece no momento em que a União Europeia busca alternativas para se tornar menos dependente do gás russo.

Em um discurso televisionado na noite de segunda-feira, o vice-primeiro-ministro Alexander Novak,  que também é responsável pelos assuntos de energia, afirmou que Rússia tem o direito de tomar ações que “espelhem” as sanções impostas à economia do seu país e alertou que poderia interromper os fluxos para a Alemanha ao longo do gasoduto Nord Stream1.

Novak acrescentou  que nenhuma decisão de desligar o Nord Stream 1 havia sido tomada até o momento e que o gasoduto está operando “em sua capacidade total”.

Dependência de fontes de energia russas

A UE está tentando se antecipar a qualquer movimento por parte de Moscou, e pode anunciar nesta terça-feira um plano para reduzir a dependência do bloco do gás da Rússia. A UE importa 40% do seu gás da Rússia

Mas a dependência da Rússia como fonte de energia para a Europa vai além do gás. Os países da União Europeia importam 27% do petróleo e 47% do carvão que usam de produtores russos.

A Europa já estava lidando com uma crise de abastecimento de energia devido aos baixos estoques de gás, e a guerra Rússia-Ucrânia fez com que os preços das commodities subissem a níveis recordes.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.