Fim do uso de máscara contra Covid-19 tem regras confusas e nada muda nas ruas de Campo Grande

Governo liberou uso obrigatório em locais fechados e Prefeitura promete decreto para segunda

None
Passageiros usando máscara no transporte coletivo de Campo Grande. Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax

Com a discussão acalorada sobre o uso ou não de máscaras, a população campo-grandense ainda busca saber o que ficou determinado tanto pelo governo quanto pelo município, após reuniões que discutem o assunto ao longo desta semana. Nas ruas, um dia após o decreto estadual liberando a proteção facial, o assunto é polêmico e divide opiniões.

Conforme adiantado pelo Jornal Midiamax, o Governo do Estado já estava desde o começo da semana elaborando um documento com recomendações a serem encaminhadas ao Comitê do Prosseguir (Programa de Segurança da Economia e da Saúde), entre elas a flexibilização do uso de máscaras, agora em locais fechados.

[Colocar ALT]
Aposentado diz que “não vê a hora” de não usar mais máscaras. Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax

O comerciante José Oscar, de 55 anos, fala que ficou sabendo da liberação pelo governo, mas, acha que “ainda é muito cedo” para esta determinação. “As pessoas estão comentando que talvez ia liberar, só que eu acho que ainda é muito cedo para a liberação. Deveriam fazer uma pesquisa com a população antes”, disse.

O aposentado Benedito Mendes, de 74 anos, fala que “não vê a hora” de não usar mais máscaras. “Em qualquer lugar que eu vá, me incomoda muito. No ônibus também sufoca. Eu prefiro que libere logo”, alegou o idoso.

Benedito Mendes, de 74 anos ao contrário ele já não vê a hora de ficar sem máscara, em qualquer lugar incomoda muito que sufoca quando está no transporte público e prefere que libere

Maria Auxiliadora, de 70 anos, é a favor da liberação em lugares abertos. No entanto, em alguns locais fechados, ela acha que deve continuar a restrição. Já Teresinha Gomes, de 65 anos, comentou que “usou tanto” as proteções faciais que, para ela, já é algo normal. “ Me acostumei e até esqueço de tirar, até quando entro no carro”, argumentou.

[Colocar ALT]
Maria Auxiliadora diz que é favorável em locais abertos.
Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax

Na tarde dessa quarta-feira (9), a CDL-CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande) participou de reunião na prefeitura, com foco nesta discussão. O presidente da entidade, Adelaido Vila, pontuou que muitas capitais estão optando por deixar de obrigar o uso do acessório.

“Capitais como o Rio de Janeiro já estão deixando de obrigar o uso das máscaras em ambientes fechados, seguindo uma tendência mundial. Campo Grande foi uma das primeiras a tomar medidas extremas, como o fechamento das empresas por quinze dias, lá em 2020, no início da pandemia, por isso, entendemos que já podemos dar esse novo passo”, alegou.

Adelaido cita ainda o posicionamento do infectologista da Fiocruz, Julio Croda, sobre o relaxamento do uso de máscaras. Em entrevista recente, o especialista ressaltou que “estamos caminhando para o fim da pandemia e vamos entrar numa fase endêmica, com períodos sazonais epidêmicos, como já acontece com a gripe e a dengue, por exemplo”.

“De acordo com as informações da prefeitura, mais de 73% da população campo-grandense já recebeu a 2ª dose ou a dose única, o que nos deixa numa posição confortável em relação a deixar de obrigar o uso da máscara em ambientes fechados”, alegou o presidente da CDL-CG.

Uso de máscara não será obrigatório em todos os lugares fechados – Leonardo de França / Midiamax

 

Governo publicou decreto 

Conforme anunciado nesta quarta-feira (9), o governo do Estado publicou em Diário Oficial desta quinta-feira (10) o decreto que desobriga o uso de máscaras, em locais fechados, em Mato Grosso do Sul. “O uso de máscara de proteção individual é facultativo em qualquer ambiente de circulação pública, aberto ou fechado, no território sul-mato-grossense”, diz parte do decreto.

A publicação ainda especifica quais seriam esses espaços, se referindo a órgãos, instituições e entidades públicas, estabelecimentos privados acessíveis ao público, meios de transporte coletivo intermunicipal e interestadual.

Campo Grande deve ter novas regras na próxima semana

No entanto, o decreto reforça que os municípios continuam tendo a competência para estabelecer medidas mais restritivas quanto ao uso de máscara de proteção individual em seus territórios, assim como já foi anunciado por Campo Grande, que deve publicar um decreto com novas regras na próxima segunda-feira (14).

Também deixa claro que a Secretaria de Estado de Saúde segue com competência para expedir recomendações quanto ao uso de máscara de proteção individual visando à orientação, à prevenção e à vigilância epidemiológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.