Para testemunha, carro girou no ar; corpo de idosa ficou dilacerado em acidente

Testemunha contou que ouviu um estouro antes da capotagem acontecer

Carro girou no ar depois que idosa perdeu o controle da direção (Foto: Henrique Kawaminami)

Carro girou no ar depois que idosa perdeu o controle da direção (Foto: Henrique Kawaminami)
Foi identificada como Jaine Barbosa dos Santos Ponce, de 66 anos, a vítima do acidente que aconteceu na manhã desta quinta-feira (16) na MS-010, na saída de Campo Grande para Rochedinho. Ela estava sozinha no Fiat Siena que conduzia e o corpo foi dilacerado em quatro partes.

De acordo com o Major do Corpo de Bombeiros Militar, Aldinei Peres da Silva, a idosa perdeu o controle da direção em uma curva a 150 metros do local onde o carro parou e a perícia vai analisar o que pode ter acontecido para que Jaine perdesse o controle.

“Há marcas de frenagem na curva e é possível observar que há pedaços do carro pela via. Pelas marcas, aparentemente ela estava vindo de Rochedinho para Campo Grande. O corpo dela foi dilacerado, cada lençol está cobrindo um pedaço”, explicou o major.

Chinelo da vítima e pedaço do carro no asfalto (Foto: Henrique Kawaminami)
Ainda de acordo com os bombeiros, tudo indica que Jaine usava o cinto de segurança. “O pessoal verificou que o cinto estava travado, como se estivesse usando. Foi batendo e pela gravidade das pancadas do veículo ao solo que o corpo dela foi se mutilando. A princípio estava em uma velocidade não compatível. Mas quem pode falar isso é a pericia”, finalizou o oficial.

Empresário de 47 anos, responsável por um haras que fica perto do local onde o acidente aconteceu, contou o que viu. “Estava no haras quando ouvi um estouro, vim ver o que era e o vi o carro girando no ar. Corri pra tentar ajudar, quando cheguei vi os pedaços do corpo e chamei os bombeiros”, contou a testemunha.

A perícia e a Polícia Civil já estão no local. Além da viatura de resgate avançado, que constatou o óbito, estão no local uma viatura de resgate, viatura de combate à incêndio e a caminhonete do oficial do dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.