Câmara de Campo Grande emite ato deixando o uso da máscara facultativo para funcionários e público

Regra segue o decreto municipal que desobriga a utilização em locais fechados na Capital

Câmara Municipal de Campo Grande
Câmara Municipal de Campo Grande – (Foto: Divulgação, Arquivo)

Ato publicado nesta quarta-feira (23) coloca como ‘facultativo’ o uso da máscara na Câmara Municipal de Campo Grande. A decisão vem depois do decreto da prefeitura desobrigando a utilização dos equipamentos de proteção facial, válido desde terça-feira (22).

Ao Jornal Midiamax, o presidente da Casa de Leis, vereador Carlos Augusto Borges (PSB), conhecido como Carlão, já tinha dito que, nas dependências, usará a máscara quem quiser, descartando qualquer medida contrária ao decreto municipal. Na sessão de ontem, a maioria dos parlamentares não usou.

Segundo o documento, a menção sobre o uso, não mais obrigatório, abrange servidores, estagiários, terceirizados e público em geral. Retroativo, o ato publicado nesta quarta-feira tem validade desde ontem.

O Governo de Mato Grosso do Sul tirou a obrigatoriedade há duas semanas, em ambientes abertos e fechados. Porém, a Prefeitura de Campo Grande decidiu, na mesma ocasião, a manter a utilização nos ambientes fechados. Mas, nova reunião nesta semana, diante de números mais brandos da pandemia, fizeram o município a também tirar a obrigatoriedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.