Com alta de 5,51%, Campo Grande tem o 5º maior preço de cesta básica no país

O preço da cesta básica em Campo Grande subiu 5,51% em março, colocando a capital de Mato Grosso do Sul em 5º lugar no ranking de maiores valores na cesta básica neste último mês de 2022, com valor de R$ 715,81, só atrás de São Paulo (R$ 761,19), Rio de Janeiro (R$ 750,71), Florianópolis (R$ 745,47) e Porto Alegre (R$ 734,28). É o que aponta a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Ainda segundo a pesquisa, Campo Grande só fica atrás do Rio de Janeiro (7,65%), em Curitiba (7,46%) e São Paulo (6,36%) no aumento em porcentagem em março. A inflação acumulada dos meses de 2022 é de 11,61%, já dos últimos 12 meses é de incríveis 29,44%, a maior alta acumulada dentre as capitais pesquisadas.

Em Campo Grande, o valor da cesta básica corresponde a 63,85% do salário mínimo líquido. São necessários ainda 129 horas e 56 minutos para comprar a mesma cesta.

Salário mínimo nominal x necessário
O salário mínimo nominal no Brasil é R$ 1.212, já salário mínimo necessário para viver, segundo os critérios do Dieese, é de R$ 6.394,76. Esse valor vem subindo consistentemente em 2022, já que em janeiro era de R$ 5.997,14 e em fevereiro era de R$ 6.012,18, um aumento de 6% em três meses pesquisados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.