Torcedores do Flamengo protestam na porta do Ninho e dão tapas e socos nos carros dos atletas

Torcedores rubro-negros foram na porta do Centro de Treinamento Ninho do Urubu protestar na manhã desta sexta-feira. Apesar da presença de seguranças e policiais, que chegaram a usar spray de pimenta, o grupo deu tapas e socos nos carros de alguns atletas. Arrascaeta e João Gomes, por exemplo, foram festejados.

Alguns jogadores, como David Luiz, abaixaram os vidros para falar rapidamente com os manifestantes. Um pequeno grupo de torcedores foi autorizado a conversar com Gabigol já dentro do CT. Uma pessoa foi presa porque tentou tirar a arma da mão de um policial.

O time treina nesta manhã e viaja à tarde para Goiânia, onde no sábado enfrenta o Atlético-GO na estreia do Brasileiro.

Torcedores do Flamengo protestam na porta do Ninho do Urubu — Foto: Isabelle Costa
Torcedores do Flamengo protestam na porta do Ninho do Urubu — Foto: Isabelle Costa

Faixas foram estendidas com os dizeres “Se damos a vida exigimos que vocês deem o sangue”, “Time pipoqueiro”, “Time frouxo” e “Diretoria omissa”. Os manifestantes levaram também imagens de caixões com as fotos de Diego Alves, Arão e Diego. O Flamengo pediu reforço no policiamento. Integrantes da cúpula do futebol, como Marcos Braz, foram hostilizados com músicas.

Caixões com as fotos de Diego e Diego Alves, do Flamengo — Foto: Gustavo Rotstein
Caixões com as fotos de Diego e Diego Alves, do Flamengo — Foto: Gustavo Rotstein

Todo carro que chegava, os torcedores pediam para o motorista descer o vidro. Manuel Cordeiro, auxiliar do técnico Paulo Sousa, foi cobrado de forma inusitada em vídeo divulgado pelo canal S1 Live: “Isso é hora de chegar?”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.