Quase lá! Rodrigo Caio inicia etapa final de recuperação e se aproxima de volta ao Flamengo

A leveza na expressão é perceptível. Depois de uma via-crúcis de mais de quatro meses, Rodrigo Caio está de volta ao convívio dos companheiros de Flamengo no gramado e com atividades orientadas por Paulo Sousa. Etapa final de um processo vagaroso para evitar reincidências e que tem como principal concorrente do zagueiro ele mesmo em seus melhores momentos.

A comissão técnica e o departamento médico monitoram todos os movimentos de Rodrigo Caio tendo como base suas próprias marcas quando estava em condição de jogar. A partir do momento que se aproximar de índices como velocidade máxima, distâncias em alta velocidade, potência, explosão e capacidade aeróbica e anaeróbica, será liberado para que Paulo Sousa o utilize pela primeira vez.

– Com muita alegria, iniciei o último processo da minha recuperação, a transição com a preparação física. Até aqui tudo feito com muito trabalho, dedicação e amor. E dessa forma que seguiremos, com toda a certeza que voltarei mais forte do que nunca. Gratidão meu Deus! – disse em sua conta no Twitter.

 

É o degrau final de um processo que teve início em 7 de dezembro, com a artroscopia no joelho direito, passou por intercorrências com a infecção de um dos pontos, internação para procedimentos de lavagem e desde o dia 17 de janeiro é ininterrupto. Neste domingo, completam três meses de um tratamento cauteloso e que teve como primeiro passo a recuperação clínica, antes de focar no joelho.

Por conta da artrite séptica que causou a internação por pouco mais de uma semana no início do ano, Rodrigo Caio teve que se submeter a antibióticos venosos, que fragilizaram seu organismo e causaram reações como muita perda de peso e massa muscular. No total, foram 8kg perdidos em relação ao ideal, com dificuldade natural para recuperação por conta do tratamento contínuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.