Endrick vibra com título na Seleção sub-17 e conta de confusão contra a Argentina: “Pais falam para não brigar”

Ao lado de Luiz Guilherme, seu companheiro de Palmeiras, Endrick brilhou intensamente na conquista da seleção brasileira sub-17 no torneio de Montaigu. Ele marcou um dos gols da final e sofreu pênalti nos 2 a 1 contra a Argentina, nesta tarde de segunda, pela final da competição na França.

Aos 15 anos – Endrick completa 16 anos em 21 de julho -, o garoto fez cinco gols em quatro jogos e terminou como artilheiro e melhor jogador da competição. Dois prêmios individuais que carrega para o Brasil, mas não mexem com a cabeça do jovem jogador.

– É coisa de Deus. Inexplicável o que está acontecendo na minha vida. Mas o mais importante é ficar com a cabeça no lugar. Manter minha humildade. Não me exaltar com nada, por ter sido melhor jogador e artilheiro também. Isso tudo a equipe me ajudou, se não fosse eles não teria conquistado. Foi incrível para mim, não imaginava jogar tão bem assim por causa das expectativas, mas eu não ligo tanto. Graças a Deus pude fazer boa competição e terminar assim – comentou o jovem jogador, muito lúcido, em entrevista divulgada pela CBF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.