Planejamento, equipe, contrato… Os pontos da reunião decisiva do Inter para fechar com Mano

Na expectativa pelo acerto com Mano Menezes, o Inter abre a semana de treinos na manhã desta terça-feira, no CT do Parque Gigante, ainda com técnico interino. O preferido para ocupar a lacuna deixada por Alexander Medina foi contatado, por telefone, pelo executivo William Thomas na segunda. A próxima conversa, que ocorrerá nas próximas horas, deve selar o acordo.

O departamento de futebol corre contra o tempo para aparar as arestas, tendo em vista que a delegação viajará para o Rio de Janeiro na sexta-feira à tarde. No sábado, enfrenta o Fluminense no Maracanã. Até lá, serão quatro sessões de treinamentos.

O objetivo é anunciar o novo treinador até quarta para que ele consiga ter um tempo aceitável de preparação e adaptação já tendo em vista o duelo diante do Flu pela 3ª rodada do Brasileirão.

Após manifestar interesse em trabalhar no Inter, Mano Menezes terá um nova reunião para chegar a um denominador comum, desta vez com as presenças do presidente Alessandro Barcellos e do diretor técnico Paulo Autuori, principais entusiastas em sua contratação.

“Tudo indica que Mano Menezes será o novo técnico do Internacional, mas ainda não está fechado”, afirma PVC”

O novo contato deve chancelar o acordo. A logística é pura e simples: o treinador está hospedado em um hotel de Porto Alegre. Em pauta, questões técnicas, estruturais, planejamento e nomes para compor a comissão técnica, além do debate sobre valores e tempo de contrato.

Fontes envolvidas na negociação revelaram ao ge que o vínculo, ao que tudo indica, será até dezembro deste ano, com cláusula de renovação automática por mais uma temporada em caso de metas alcançadas.

Mano Menezes conta com uma equipe de trabalho formada por auxiliar técnico, preparador físico, analista de desempenho e preparador de goleiros, o que pode causar um entrave no andamento das negociações.

Hoje, o clube conta com dois profissionais bem conceituados no treinamento de seus arqueiros: Daniel Pavan e Marquinhos. Não há interesse por parte do Inter em movimentar peças neste setor.

Último trabalho de Mano Menezes no Brasil foi no Bahia — Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Os últimos trabalhos de Mano

  • Al-Nassr (Arábia Saudita): 5 meses e 11 dias (2021)
  • Bahia: 3 meses e 9 dias (2020)
  • Palmeiras: 2 meses e 25 dias (2019)
  • Cruzeiro: 3 anos e 12 dias (2016-2019)
  • Shandong Luneng (China): 5 meses e 6 dias (2016

O último trabalho de Mano Menezes foi no Al-Nassr, da Arábia Saudita, clube que deixou em setembro de 2021, após cinco cinco meses e 16 partidas. Antes, teve trabalhos curtos no Bahia e no Palmeiras e outro de três anos no Cruzeiro.

Sem jogos pela Sul-Americana nesta semana, o Colorado terá tempo para trabalhar. A primeira atividade, nesta terça, será comandada pelo auxiliar permanente Cauan de Almeida, que esteve à frente da equipe na vitória por 2 a 1 diante do Fortaleza.

O volante Edenílson e o meia-atacante Taison serão reavaliados e têm chances de voltar ao time no fim de semana. O zagueiro Vitão deve ficar à disposição após ser liberado por conta de problemas particulares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.