Adolescente foi alvo de acerto de contas na Vila Fernanda e possui extensa ficha criminal

O adolescente, de 16 anos, baleado duas vezes na tarde desta segunda-feira (25) na Vila Fernanda, já é uma figura conhecida da polícia pela sua extensa ficha criminal com uma série de furtos cometidos por vários bairros da cidade. Mas sua vida pode mudar após sofrer o atentado.

Envolvido diretamente no assassinato de Carlos André Isidio Acosta, 21 anos, na noite da última terça-feira (19), no Portal Caiobá, o rapaz teria ‘mudado’ seu estilo de crimes e passado a praticar crimes considerados mais pesados, como o próprio homicídio e as ameaças.

O delegado João Reis Belo, titular da 6° Delegacia de Polícia Civil, após o assassinato na semana passada, o adolescente estaria fazendo novas ameaças para algumas pessoas.

O delegado é quem deve dar os próximos passos na investigação, mas a principal linha de investigação deve ser apontada como possível acerto de contas.

Tudo isso justamente pelo fato do menor ter cometido o homicídio de uma pessoa conhecida, mas que passaram a ter algumas desavenças.

Em estado grave na Santa Casa de Campo Grande, o jovem deve ficar em recuperação e será posteriormente ouvido pela polícia para tentar identificar quem cometeu os disparos ou ao menos dar pistas.

O adolescente foi atingido por um disparo na região do pescoço e um tiro de raspão na cabeça. Ele estava acompanhado do seu primo, de 17 anos, atingido superficialmente por um disparo.

O GOI (Grupo de Operações e Investigações) também atua diretamente no caso para caçar o atirador ou atiradores.

Uma moto também foi apreendida no local da tentativa de homicídio. De acordo com o delegado João Reis, o veículo seria produto de um furto e estava sem as placas, mas na posse do adolescente alvejado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.