Março tem chuvas mais de 100% acima da média histórica em MS, aponta Cemtec

Mato Grosso do Sul registrou chuvas acima da média histórica em mais de 100% na maioria dos municípios no mês de março, com acumulados que variam entre 120 e 240 milímetros, de acordo com Monitoramento Mensal das Secas divulgado pelo  (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima). O centro de monitoramento aponta que a situação se deve ao deslocamento de frentes frias e instabilidade dos índices de calor e umidade.

A região sul do estado contabilizou chuvas acima da média climatológica. Em contrapartida, os municípios de Camapuã e São Gabriel do Oeste registraram chuvas abaixo da média.

grafico 1
Gráficos: Reprodução/Cemtec

Os dados relacionados a precipitação acumulada, contabilizados pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia,  (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), demonstram que os municípios de Campo Grande e Laguna Carapã registraram chuvas acima da média, com valores acima de 170 milímetros por mês.

chuva cidades 1
Tabela: Reprodução/Cemtec

Além disso, os municípios de Dourados, Bela Vista, Ponta Porã, Itaquiraí, Campo Grande (UPA Aparecida Gonçalves) tiveram chuvas acima de 240 milímetros por mês.

chuva acumulada
Tabela: Reprodução/Cemtec

Recuo da seca

O SPI (Índice Padronizado de Precipitação) indica que, comparado ao mês de fevereiro, houve enfraquecimento das condições de seca no estado. No entanto, as regiões mais críticas ainda são o Pantanal, leste e sudoeste de Mato Grosso do Sul.

Em relação a fevereiro, o monitoramento aponta uma melhora nos indicadores e recuo da seca grave nas zonas norte e extremo sul do estado, bem como da seca extrema e excepcional no nordeste do estado.

Por outro lado, a região oeste agravou o  de seca extrema.

fevereiro secas 1
Foto: Reprodução/Cemtec
secas marco 1
Foto: Reprodução/Cemtec

A classificação por municípios aponta que os municípios de Anastácio, Antônio João, Aparecida do Taboado, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Cassilândia, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Nioaque, Paranaíba, Ponta Porã e Porto Murtinho ainda estão em seca extrema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.