Pré-candidato ao Senado do PT, Botelho quer projetos para educação, saúde e jovens na política

Tiago Botelho é professor universitário e o nome escolhido pelo Partido dos Trabalhadores como  ao Senado. Conhecido em meio ao público jovem pela defesa das pautas sociais e minorias, o professor conversou com o Jornal Midiamax sobre a sua pré-campanha focada nos jovens e com projetos para a  e Saúde.

Formado em Direito e História, o professor afirmou que seu projeto político é direcionado também a buscar apoio à pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Mato Grosso do Sul.

“Tiago é Lula e Lula é Tiago aqui no Mato Grosso do Sul. Diferente dos pré-candidatos ao Governo e ao Senado que estão brigando por um apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), eu fui convidado pelo Lula a me candidatar”, explica Botelho.

Coordenador do curso de Direito na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Tiago colocou a Educação como base do seu projeto e foco no perfil do eleitor jovem para embarcar na política. Defensor das causas sociais, o professor de Direito Constitucional trabalha com algumas propostas para fomentar a pré-campanha: saúde, formação política aos jovens, defesa da cultura local e o meio ambiente.

“Anunciei a minha pré-candidatura e desde então venho reforçando esses pontos principais da minha pauta que é a Educação, a formação dos jovens politicamente, meio ambiente — principalmente a defesa dos biomas do Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal, a valorização do SUS e a defesa da cultura local sul-mato-grossense”.

Fora do padrão

Apesar de apresentar um perfil ‘fora do padrão visto’, o de nomes que estão há alguns anos na política do Estado ou que vêm de famílias de políticos, o pré-candidato pontua ser o mais jovem a entrar na disputa ao Senado e exemplifica: assim como a atual Senadora Soraya Thronicke (UB), é um nome pouco conhecido, mas que pretende chegar ao Senado pela porta da frente.

“Disse aos meus pais que entraria no Senado pela porta da frente, como a Soraya foi eleita ao senado e ninguém sabia quem era ela. Eu mesmo, sendo pouco conhecido, irei chegar lá. No entanto, as minhas pautas são totalmente voltadas a atender o público que clama por mudança, diferente dos demais pré-candidatos que já estão colocados”, frisou.

Confiante

Tiago afirmou estar otimista e que o eleitorado de esquerda não deve dividir preferências, focado em apenas uma candidatura. “Dos 1,8 milhão de eleitores no Estado, ao menos 500 mil são direcionados à esquerda e só de pensar nisso, já mostra que tenho potencial para ser eleito. Diferente das outras pré-candidaturas, eu sou esquerda e não vou dividir voto, pois os demais estão no mesmo seguimento em defesa das pautas governamentais do Bolsonaro”, disse.

Profissão: professor

Tiago Botelho é formado em Direito e atua como coordenador do curso de Direito na UFGD. Aos 39 anos, o professor universitário é natural de Ivinhema, mas cresceu em Naviraí.

Filho de pai agrônomo e  professora, Tiago baseia seus ideais políticos e pessoais fundamentados na educação de qualidade. Alinhado aos discursos das minorias, o professor foca atualmente sua pré-campanha no interior do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.