Polícia americana procura suspeito ‘extremamente perigoso’ que fugiu com ajuda de agente com quem tinha ‘relacionamento especial’.

Uma funcionária do sistema prisional desapareceu com um suspeito de assassinato que estava detido numa prisão de Florence, no estado americano do Alabama, na semana passada. Ela é acusada de “permitir ou facilitar” a fuga do prisioneiro, segundo o xerife Rick Singleton. Os dois agora são procurados pelas autoridades.

Vicky White, diretora assistente de correções, foi vista pela última vez escoltando o preso Casey White a um tribunal local na sexta-feira (29). Apesar de terem o mesmo sobrenome, eles não são familiares. Reportagem de uma afiliada do canal NBC, no entanto, aponta que, segundo investigadores a par do caso, outros internos da cadeia disseram que eles têm um “relacionamento especial”.

“Casey White é uma pessoa extremamente perigosa e precisamos localizá-lo e tirá-lo da rua”, afirmou o o xerife Singleton. Há uma recompensa de US$ 10 mil por informações sobre o suspeito de assassinato desaparecido e a diretora assistente.

“Confirmamos através de fontes independentes e outros meios que havia de fato um relacionamento entre Casey White e Vicky White fora de seu horário normal de trabalho – não contato físico, mas um relacionamento de natureza diferente”, disse Singleton, de acordo com a emissora americana CNN.

“Fomos informados de que Casey White tinha privilégios especiais e era tratado de forma diferente dos outros presos enquanto estava na prisão”, disse Singleton.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.