Bolsonaro diz que Guedes fica no ministério em um eventual segundo mandato

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ficará no cargo em um eventual segundo mandato.

Em entrevista ao canal Agro +, Bolsonaro foi questionado se manterá o ministro. O presidente citou pressões que às vezes sofre para demitir Guedes, mas ressaltou que prefere conversar com o ministro para resolver eventuais problemas a tirá-lo do cargo.

Guedes vem sendo criticado dentro da ala mais política do governo pela falta de ação da Economia para amenizar a inflação no país, em especial a disparada no preço dos combustíveis. Na avaliação de bolsonaristas fiéis, isso pode impulsionar a candidatura do rival, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na entrevista, Bolsonaro disse ainda que “de vez em quando” percebe Guedes “cansado”, o que, na visão do presidente, é natural.

“Com toda a certeza, sim [Guedes fica no governo em um eventual segundo mandato]. Depende dele. Eu vejo ele de vez em quando cansado, o que é natural. É um ministro [o da Fazenda] que, no passado, era muito trocado na Economia. De vez em quando, alguns querem que eu troque ele, entre outros, para resolver certos assuntos. Eu prefiro conversar com eles e, dentro daquela lealdade mútua que nós temos, mudarmos alguma coisa e prosseguir nessa luta”, disse Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *