Fala que isso é só mais pesadelo’, chora amiga de mulher assassinada em Corumbá

Amigos e familiares amanheceram desesperados com a notícia da morte de Grazielly Karine Soares Alves de Lima, 28 anos, assassinada a facadas, na madrugada desta quarta-feira (22).

O crime aconteceu na Rua Edu Rocha, no bairro Popular Nova, em Corumbá – distante 426 quilômetros de Campo Grande.

Inconsoláveis, os amigos utilizam as redes sociais para prestar homenagens e expor indignação diante do caso.

“Eu não acredito que você se foi, a irmã mais velha que eu não tinha, mas Deus tinha me presenteado. Fala que isso é só mais pesadelo, que eu não estou perdendo mais alguém. A pessoa que fez isso, vai pagar caro, você não merecia.

Está doendo tanto meu Deus, você ia comigo agora pela manhã, me acompanhar na prova de carro. Brilha e dança no céu agora minha irmã. Descansa”, publicou uma amiga.

“Não consigo acreditar que você se foi. Eternamente vai estar no meu coração, quero que Deus te receba de braços abertos, te amo, sangue do meu sangue”, postou uma familiar.

O caso

Grazielly foi morta com seis facadas.  Conforme o registro policial, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas a vítima não apresentava sinais vitais.

Um amigo da família disse que recebeu uma ligação do marido da vítima, dizendo que acabou com a vida da mulher.

Edmilson Veríssimo dos Reis, 34 anos, conhecido pelos apelidos de “Aquidauana e Xitu”, matou a mulher dentro de uma residência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.