Imunização: confira onde e em quais horários se vacinar contra Influenza em Campo Grande

Além de nova variante da Covid-19, uma nova cepa da Influenza circula em Mato Grosso do Sul e colocou em alerta toda a população. Para garantir a imunização contra a gripe existe apenas um caminho: a vacinação. Em Campo Grande a aplicação das doses acontece em todas as unidades de saúde, mas é necessário atenção quanto aos horários.

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), é preciso conferir o calendário de vacinação contra o coronavírus, pois as unidades que oferecem a imunização em um período costumam oferecer as doses da vacina contra a gripe no outro turno.

Por exemplo, no USF São Conrado a aplicação de vacina contra a Covid é das 13h às 16h45. Desta forma, a vacina contra a gripe acontece apenas de manhã. Na UBS 26 de Agosto, onde não há vacinação contra a Covid, a vacinação contra a gripe acontece nos dois períodos.

Quem se vacinou recentemente contra o coronavírus ou ainda vai receber a dose, pode se vacinar normalmente contra a gripe. Inclusive, não há contraindicações para receber as duas vacinas no mesmo dia.

A secretaria pontua que a campanha de vacinação contra a gripe encerrou em setembro, por tanto, as doses restantes são as que sobraram da campanha. Por isso, podem se esgotar a qualquer momento.

Confira o calendário de vacinação contra a Covid para referenciar os horários de atendimento da imunização contra a gripe:

Campo Grande tem 74 casos confirmados da cepa H3N2 até este domingo (2), conforme a Sesau(Secretaria Municipal de Saúde). Na sexta-feira (31), a Capital tinha 42 casos da doença, mas o número subiu para 74 neste sábado (1), e continua o mesmo até a manhã de hoje.

Campo Grande registra uma morte causada pela cepa. O óbito registrado na cidade foi de um jovem, de 21 anos, que deu entrada no CRS Nova Bahia no dia 20 de dezembro e faleceu no dia 21 de dezembro. O paciente morava em Capital e não apresentava histórico de comorbidades. Além do rapaz, outras duas pessoas já morreram no Estado devido a cepa.

Tentando barrar a H3N2, na última quarta-feira (29), o Prefeito de Campo Grande anunciou a criação de 20 tendas que estão sendo montadas em dez unidades de saúde como forma de prevenção ao crescente número de casos de H3N2. O Chefe-do- Executivo contratou 30 novos médicos e renovou os contratos com outros 90 profissionais.

Ao todo são 20 tendas que serão distribuídas em 10 unidades de saúde. Ainda segundo a Sesau, até a manhã deste domingo, elas só haviam sido montadas nas UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Leblon e a do Bairro Universitário.

Em Campo Grande, só 63% do público-alvo foi vacinado

Devido à preocupação com o coronavírus e o prazo necessário de intervalo para tomar os dois imunizantes, a vacina da Influenza acabou sendo ‘deixada de lado’. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande afirma que, durante a campanha de 2021, apenas o grupo de crianças menores de seis anos atingiu a meta, sendo 91,79% do público imunizado.

Na vacinação em geral, a campanha atingiu 63,55% do público-alvo vacinado. Com epidemia em regiões como o Rio de Janeiro, há risco do vírus voltar a circular na Capital. “Sabe-se que o vírus ainda está em circulação, havendo surtos em algumas regiões do país, por exemplo”, pontuou a Sesau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.