Covid-19: China isola cidade com mais de um milhão de pessoas por causa de três casos assintomáticos

China confinou mais de um milhão de residentes adicionais em uma localidade no centro do país, após a descoberta de três casos assintomáticos de Covid-19, um mês antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim.

Desde o início da epidemia, as autoridades têm aplicado uma estratégia “Covid zero” que consiste em fazer de tudo para limitar ao máximo a ocorrência de novos casos (veja no vídeo abaixo).

A política de ‘Covid zero’ da china está funcionando? Marcelo Lins explica

00:00/05:46

A política de ‘Covid zero’ da china está funcionando? Marcelo Lins explica

No entanto, contaminações esporádicas têm ocorrido regularmente nos últimos meses e o país está redobrando sua vigilância com a aproximação das Olimpíadas de Inverno (4 a 20 de fevereiro de 2022).

A cidade de Yuzhou, localizada na província de Henan, a cerca de 800 quilômetros ao sul de Pequim, anunciou na noite de segunda-feira (3) a seus 1,2 milhão de residentes que eles deveriam ficar em casa, a fim de limitar a propagação do vírus.

A medida, cuja duração não foi especificada, é tomada após a descoberta de três casos assintomáticos de Covid-19.

 

Em todos os lugares de Yuzhou, “barreiras serão posicionadas para aplicar estritamente as medidas de prevenção”, alertou a prefeitura em sua conta oficial na rede social Weibo.

Qualquer saída da localidade agora é proibida sem autorização.

 

Novo epicentroA China relatou 175 novos casos nesta terça-feira, incluindo 95 em Xian, onde 13 milhões de pessoas também estiveram em isolamento por quase duas semanas. Essa é a contenção mais rígida e mais importante na China desde o cerco em Wuhan (centro), no início da pandemia.

A cidade de Wuhan foi a primeira no mundo a impor medidas radicais há dois anos para impedir a circulação do que então se apresentava como um vírus misterioso.

Xian, famosa por seu exército subterrâneo de terracota, é o novo epicentro da pandemia no país. Mais de 1.600 casos foram identificados desde 9 de dezembro.

Esse balanço oficial não tem comparação com os balanços diários anunciados na maioria dos países do mundo. Mas representa um número significativo de casos para a China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.