SD cita possível apoio à ministra ao Senado e espera candidaturas em MS para definir rumo em 2022

Vereador Papy, presidente do SD em Mato Grosso do Sul
Vereador Papy, presidente do SD em Mato Grosso do Sul – (Foto: Divulgação, Arquivo)

O Solidariedade de Mato Grosso do Sul avalia apoio às candidaturas para o governo estadual e Senado, de acordo com o presidente do partido, vereador Papy. Por enquanto, afirma, a legenda espera posicionamento dos pretensos postulantes ao cargo no Executivo estadual, para definir apoios.

“Hoje só vejo o Eduardo Riedel se posicionado como pré-candidato. Há possibilidades do Prefeito Marquinhos ser, da deputada federal professora Rose ser também, mas ainda precisam sinalizar. Enquanto isso, fica difícil fazer qualquer compromisso partidário. Imagino que em março isso se defina melhor”.

Cenário semelhante é dito sobre o Senado. Neste ano, haverá apenas uma vaga disponível para disputa e o nome da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, é cogitado. “Tenho uma ligação pessoal com a ministra que é de conhecimento de todos, e minha ideia é ajudá-la ao Senado por acreditar do trabalho que já vêm desenvolvendo por Mato Grosso do Sul como ministra da agricultura”.

Apesar das tendências, o vereador afirma que apoio partidário, seja para senador ou governo, segue indefinido, uma vez que a conversa sobre os assuntos ainda será feita dentro do SD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.