Rosiclei ajudava assassino a não passar fome, diz família

Rosiclei Paredes, 39 anos, assassinada com golpes de faca, em Bandeirantes, agiu com bom coração ao ajudar o agricultor Eduardo Gomes Rodrigues, 53 anos, em Bandeirantes.

Conforme o irmão de Rosiclei, Ed Carlos Paredes, 35 anos, amigos da vítima disseram que ela e o marido ajudaram Eduardo, sem imaginar que ele seria ‘um monstro’.

“Diz que ela fazia compra, dividiu teto com ele para ajudar. Esse vagabundo matou quem ajudava ele. Minha irmã não via maldade nas pessoas, ela queria ajudar e aconteceu isso. Esse monstro destruiu a nossa família, queremos justiça. Um monstro como ele não merece nem viver”, diz Ed.

Ed conta que a irmã e o marido já planejavam uma nova vida, longe do assassino.

“Eles iam mudar, só estavam esperando terminar o serviço para começar um trabalho como caseiros. Estava tudo certo, eles tinham novos planos. Agora vem esse monstro e tira a vida da minha irmã”, diz Ed.

Rosi foi assassinada a facadas e teve o corpo jogado em uma fossa. Eduardo chegou a dizer que ela fugiu com um caminhoneiro para despistar a polícia, mas foi preso após o início das investigações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.