Vacinação em massa: municípios na fronteira atingem 40% de vacinados, enquanto média no restante do Estado é de 58%

vacinação em massa nos 13 municípios de fronteira, em Mato Grosso do Sul, ainda não atingiu o objetivo seis meses após o início da campanha. Segundo dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde), a média de pessoas que tomaram a vacina da Janssen, após a última remessa enviada no dia 8 de dezembro de 2021, é de 40,88%. Nas demais cidades do Estado, a média é de 58%.

O balanço, enviado ao Jornal Midiamax com exclusividade nesta quarta-feira (26), contabiliza dados até o dia anterior e o percentual de cada um dos municípios, com base nas 100.030 doses, o percentual aplicado e também o que ainda há de estoque em cada uma das 13 cidades.

“Existe uma disparidade muito grande entre os vacinados na fronteira, que receberam a dose da Janssen. Tem município que não tem nem 20% de vacinados e outro que alcançou 70%, por exemplo. E são casos de cidades vizinhas, bem próximas, então, nós estamos defendendo um envolvimento maior de todas as autoridades locais nesta campanha”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.

Conforme a planilha, Japorã recebeu 490 doses nesta última remessa e aplicou 351 doses na população, contabilizando 71,63% de vacinados e restando 139 doses no estoque. Já o município de Sete Quedas recebeu 4.015 doses e 2.306 pessoas compareceram nos postos para receber a vacina, tendo um percentual de 57,43% e 1.709 doses em estoque.

Mundo Novo recebeu 6.660 doses da Janssen, mas aplicou somente 3.503, o que equivale a 52,60%, deixando 3.157 doses no estoque. Antônio João recebeu 2.375 doses e aplicou 1.244, contabilizando 52,38% de vacinados e deixando 1.131 doses em estoque.

O município de Caracol recebeu 1.685 doses e aplicou 739, contabilizando 43,86% e deixando 946 em estoque. Ponta Porã, cidade vizinha ao Paraguai, recebeu 39.020 doses e aplicou 16.264, tendo o percentual de 41,68% e deixando ainda 22.756 em estoque.

Em Corumbá, na fronteira com a Bolívia, foram 26.400 doses recebidas, aplicando 10.540 e contabilizando 39,92% de vacinados e deixando 15.860 doses em estoque. Em Bela Vista, a quantidade de doses recebidas foi de 6.465, aplicando 2.332 doses, o que equivale a 36,07% e deixando 4.133 doses em estoque.

Ladário recebeu 4.180 doses, aplicou 1.384, atingindo 33,11% do público e deixando 2.796 em estoque. Em Porto Murtinho, foram 2.705 doses, aplicando 870, o que equivale a 32,16% e com a sobra de 1.835 doses.

Já Aral Moreira recebeu 2.615 doses, aplicou 634, contabilizando 24,24% e deixando 1.981 doses em estoque. O município de Coronel Sapucaia recebeu 1.540 doses, aplicou 360, tendo o percentual de 23,38% e deixando 1.180 doses em estoque. Por último, Paranhos recebeu 1.880 doses, aplicou 364, o que equivale a 19,36% do público almejado e deixando 1.516 doses em estoque.

Vacinação em massa começou em julho de 2021

Buscando evidências científicas, Mato Grosso do Sul passou a participar da vacinação em massa. A ação começou em julho de 2021 e o primeiro balanço foi divulgado pela SES em agosto.

Na ocasião, o governo do Estado disse que contabilizou o período de 2 de julho a 14 de agosto, apresentando a redução de 75,5% de novos casos de Covid-19 nestes municípios. Naquele período, o dado era de 94.215 pessoas vacinadas pela Janssen, ainda de acordo com a SES.

Na época, Resende comentou que os números mostram a importância da vacinação em massa e que a “redução expressiva de casos e óbitos” mostra que o Estado está no caminho certo. O coordenador do estudo, Júlio Croda, também argumentou que os dados, sendo a população de 18 a 39 anos, apontam queda de casos e a redução, em dobro, de internações pela doença.

O estudo foi conduzido pelo infectologista Júlio Croda por meio do grupo VEBRA COVID-19 (Vaccine Effectiveness in Brazil Against COVID-19), que é composto por diversas instituição, como Fiocruz, UFMS, Stanford university, Yale university, Instituto de Salude Global de Barcelona, Universidade da Florida, entre outras.

Neste estudo, fazem parte os municípios de Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.