Festival de música termina com mortos e feridos no Paraguai

Pelo menos duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas em tiroteio durante festival Ja’umina Fest em San Bernardino, no Paraguai, neste domingo. Investigações apontam que o alvo dos tiros era José Luis Bogado, traficante que responde a 34 processos no Brasil e tem mandado de prisão internacional em aberto desde 2014.

Segundo testemunhas do caso, foram disparados sete tiros (todos a partir da área VIP). Bogado está internado em estado grave após ter sido atingido por projéteis.

“É a hipótese mais forte que temos até agora com base em elementos coletados. Obviamente, para poder afirmar com certeza, vale a pena analisar outras informações que levantamos”, disse Alicia Sapriza, promotora da cidade, a jornalistas.

Bogado já teve sua prisão decretada e poderá ser extraditado para o Brasil após sua recuperação.

Influenciadora entre as vítimas

 

Até a publicação desta reportagem foram confirmadas duas mortes. Entre elas, está a influenciadora digital Cristina “Vita” Aranda (29). Ela é ex-mulher do jogador de futebol Ivan Torrés, do Olímpia e ficou conhecida depois de participar do programa Calle 7.

Cristina "Vita" Aranda morreu durante tiroteio em festival no Paraguai — Foto: Divulgação/Instagram

Cristina “Vita” Aranda morreu durante tiroteio em festival no Paraguai — Foto: Divulgação/Instagram

A modelo e personal trainer tem mais de 400 mil seguidores nas redes sociais. Ela foi atingida por um tiro na cabeça, foi levada ao hospital mas não resistiu. Vita deixa três filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.