Em conversa com Scholz, Putin acusa Ucrânia de retardar negociações de paz

Segundo a nota, Putin reforçou disposição em continuar as conversas em busca de uma resolução em linha com seus interesses

None
Foto: Reprodução / Twitter

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou a Ucrânia de fazer todo o possível para retardar as negociações por uma solução ao conflito em curso entre os dois países. O líder russo fez as declarações em conversa telefônica com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, nesta sexta-feira, 18, de acordo com comunicado divulgado pelo Kremlin.

Segundo a nota, Putin reforçou disposição em continuar as conversas em busca de uma resolução em linha com seus interesses O presidente também chamou atenção para os supostos ataques a mísseis executados por forças ucranianas em áreas residenciais em Dontetsk e Makiivka, que ele descreve como “crimes de guerra ignorados pelo Ocidente”.

Putin alegou ainda que as forças armadas russas atuam para salvar as vidas de civis, com organização de corredores para evacuação da população das zonas de combates. O governo estima ter evacuado cerca de 43 mil pessoas de Mariupol até quinta-feira, 17.

Porta-voz do governo alemão, Steffen Hebestreit informou que Scholz voltou a defender um cessar-fogo russo no território vizinho e pediu que Moscou garanta uma melhora na situação humanitária e se engaje diplomaticamente em busca de progressos para uma solução ao conflito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.