Em relatório, perícia diz que semáforos estavam funcionando em acidente que matou Matheus

Após alegar que os semáforos não estavam funcionando no dia em que Matheus Frota da Rocha, de 27 anos, foi atropelado e morto por Carlos Hugo Naranjo, a defesa pediu que fosse feita a perícia no local. O colombiano saiu em liberdade após pagar uma fiança de R$ 20 mil.

A perícia foi realizada e no dia 18 deste mês foi expedido o laudo que relatava que, no momento dos exames feitos, os semáforos estavam funcionando. O relatório afirma: “Da sinalização semafórica: a interseção em tela encontra-se regulada por sinalização semafórica que se encontrava normalmente operante no momento dos exames”.

Ainda segundo o laudo, a perícia não teceu considerações se no dia do , os semáforos estavam em funcionamento e que não dispõe de elementos para fazer a aferição.

No dia 15 de março deste ano, Carlos se tornou réu pelo homicídio de Matheus Frota da Rocha, de 27 anos, e tentativa de homicídio contra a jovem de 18 anos, que estava na garupa da  e ficou ferida. Matheus morreu no acidente de trânsito na madrugada do dia 28 de fevereiro e o acusado foi preso horas depois.

Denúncia apresentada

A denúncia foi apresentada no dia 11 de março e recebida no dia 15 do mesmo mês pelo juiz Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do  de Campo Grande. Conforme a peça apresentada pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), Carlos teria agido com dolo eventual, assumindo o risco de matar na direção de veículo automotor. Com isso, matou Matheus e tentou matar a jovem de 18 anos, “não consumando seu intento homicida por circunstâncias alheias à sua vontade”.

Ainda de acordo com a acusação, Carlos se encontrou na madrugada do dia 28 com outros três amigos em um bar, na Rua Euclides da Cunha, no Centro. Lá, os amigos beberam três garrafas de whisky, com combos de energético, pagando aproximadamente R$ 1.230, conforme registrado na comanda.

Ao sair do bar, Carlos dirigia a Mercedes-Benz C180 e seguiu pela Rua Guia Lopes. Por volta das 5h40, no cruzamento com a Avenida Salgado Filho, desrespeitou a sinalização semafórica de parada obrigatória, colidindo na motocicleta Honda Fan vermelha, pilotada por Matheus e com a jovem na garupa, registra o MPMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.