Corpo de jornalista é encontrado em um dos prédios atacados em Kiev

Equipes de resgate ucranianas recuperaram nesta sexta-feira (29) o corpo de uma produtora da Radio Liberty dos escombros de um prédio em Kiev que foi atingido por um míssil, disse a emissora norte-americana.

A Radio Liberty disse em comunicado que Vira Hyrych, que trabalhava em seu escritório em Kiev desde fevereiro de 2018, foi morta depois que um foguete russo atingiu o prédio em que ela morava.

A morte foi a primeira relatada no ataque com mísseis desta quinta-feira, quando o chefe das Nações Unidas, António Guterres, visitou Kiev. Autoridades ucranianas disseram que dois mísseis russos atingiram a capital.

Rússia confirmou que atacou Kiev com armas de “alta precisão” durante a visita do secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

“Armas de alta precisão e longo alcance das Forças Aeroespaciais Russas destruíram os prédios de produção do míssil Artyom e da empresa em Kiev“, afirmou o Ministério da Defesa russo.

Pelo menos 10 pessoas foram inicialmente feridas no ataque, mas o prefeito Vitaly Klitschko disse que um corpo foi recuperado na sexta-feira.

Um porta-voz do governo da Alemanha disse que o país considera o ataque a Kiev como uma atitude desumana.

“O ataque também revela aos olhos da comunidade mundial mais uma vez que Putin e seu regime não têm nenhum respeito pelo direito internacional”, disse Wolfgang Buechner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.