Rússia ataca depósito de armas da Europa e dos Estados Unidos em Odessa

Novo foco dos ataques da Rússia, a cidade portuária de Odessa, no sudoeste da Ucrânia, teve um centro de logística militar bombardeado nesta terça-feira (3), informou o Ministério da Defesa russo. Moscou afirma que o local abrigava armas enviadas a Kiev por países do Ocidente.

Odessa é a terceira maior cidade da Ucrânia e tem sido foco dos ataques russos nos últimos dias, apesar de estar na parte oeste do país – o governo do presidente russo, Vladimir Putin, estava concentrando ataques no leste, que diz querer conquistar.

O novo objetivo de Moscou é atingir cidades que têm servido como base para a chegada de armamento de países europeus e dos Estados Unidos. Na semana passada, o Kremlin ameaçou o Ocidente de forte retaliação caso continuasse enviando armas à Ucrânia.

Odessa na 2ª Guerra Mundial e hoje: veja a semelhança nas imagens da resistência

O ataque foi feito com mísseis de alta precisão, que as tropas russas têm adotado para destruir os depósitos de armamento internacional.

“Hangares com drones Bayraktar TB2, assim como mísseis e munição dos Estados Unidos e de países europeus, foram destruídos”, afirmou o ministério em nota.

Na noite de segunda-feira (2), outro míssil atingiu a cidade, causando mortos e feridos, segundo o prefeito da cidade, Maksym Marchenko. No mesmo dia, pela manhã, a Rússia bombardeou uma ponte que era a única ligação por terra com a parte sul da cidade. E, no fim de semana, uma pista do aeroporto local também foi atingida por um míssil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.