Por detalhes! Atlético-MG encaminha venda de Jefferson Savarino ao Real Salt Lake, da MLS

Nos bastidores, segundo apurou o ge, salvo algum motivo de força maior, Savarino já pode ser considerado um jogador vendido pelo Atlético. As cifras são de US$ 2,5 milhões, ou R$ 12,3 milhões na cotação atual, por 40% dos direitos. O Galo manterá 20%, e o Salt Lake, que vendeu Savarino em 2020 ao Atlético, já tinha outros 40%.

Havia a intenção de o Galo fechar o negócio em US$ 3 milhões, mas a negociação tem os valores acima definidos, com pagamento à vista pelo clube norte-americano. Jefferson Savarino não deverá mais ser utilizado pelo Atlético.

O jogador venezuelano foi ausência contra o Independiente del Valle, na Libertadores, mas por conta de uma falta de visto especial para entrada no Equador. Por outro lado, até o início da próxima semana ele fará as malas para voltar aos EUA. A janela de entrada de jogadores na MLS fechará em 4 de maio, quarta-feira que vem.

Alguns motivos ajudam a explicar a saída de Savarino. O primeiro é a necessidade financeira do Atlético, que tem dívida global na casa do 1,4 bilhão, e sofre com juros e correções de dívidas antigas – bancos, acordos judiciais, empréstimos. O Galo precisa vender jogador. Foi assim com Junior Alonso e Dylan Borrero, também de malas prontas para a MLS, por 4 milhões de dólares.

– Durante nossa viagem ao Equador, tivemos consulta próxima a uma proposta (ao Savarino). E o Atlético sempre precisa avaliar. Há uma dificuldade (financeira do clube). Temos compromissos a honrar. Sempre teve no orçamento do clube a necessidade de vendas de atletas. E ela se dá mediante as propostas que teremos. Até o fim de semana, teremos posição se a situação vai caminhar ou não – afirmou o diretor de futebol Rodrigo Caetano, à Rádio Itatiaia.

O segundo motivo é que a proposta por Savarino é vista como uma fonte de receita para o Galo com impacto reduzido na questão esportiva. O camisa 17 briga para voltar a ser titular, e tem concorrência de Ademir, além de Zaracho (que pode ser meia direita). Por fim, em julho o clube já terá a reposição, uma vez que Cristian Pavón tem pré-contrato para reforçar o Atlético.

Na reabetura da janela, inclusive, o Atlético fará mais um fechamento de negócio. O jovem meia-atacante Savinho, outro jogador de beirada de campo, assinará com o Grupo City em acordo de 6,5 milhões de euros com cláusulas de bonificação ao Galo de outros 6 milhões em caso de metas batidas pelo atleta de 18 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.